Consulta a dinheiro ‘esquecido’ em bancos só em fevereiro, diz BC

Sistema entrou em funcionamento na última segunda (24), mas grande quantidade de acessos derrubou a ferramenta, que só volta em 14 de fevereiro

0

A alegria durou pouco para os brasileiros que sonhavam em resgatar algum dinheiro “esquecido” em bancos. A saber, o Banco Central (BC) lançou na última segunda-feira (24) uma nova funcionalidade ao sistema Registrato, que permitia a consulta de valores a receber de bancos e instituições financeiras.

No entanto, nesta quinta-feira (27), apenas três dias após o lançamento, o BC informou que o sistema só voltará a funcionar em 14 de fevereiro. Além disso, os brasileiros só poderão agendar as solicitações para para reaver os valores que estiverem disponíveis a partir de 7 de março.

De acordo com o BC, o sistema de consulta recebeu uma demanda tão grande que saiu do ar. Por isso, o banco afirmou que está “investindo fortemente” para ampliar a capacidade de atendimento do Registrato.

Em suma, o Registrato permite aos brasileiros a consulta de todas as informações que uma pessoa tenha com instituições financeiras. Quem quiser, também pode consultar todas as contas em banco que a pessoa tem (ativas ou não). A consulta também alcança todas as dívidas (abertas ou quitadas). O Registrato ainda permite a consulta de remessas ao exterior.

Recursos seguem nas contas dos brasileiros

Essa notícia pegou de surpresa quem estava ansioso para consultar se teria algum valor a receber. Aliás, o BC afirmou que os brasileiros não precisam se preocupar, pois os eventuais recursos continuarão disponíveis.

“Não há risco de prescrição ou perda desses recursos, que permanecerão guardados pelas instituições financeiras à espera de seus proprietários”, informou o BC.

Vale destacar que o Banco Central faz um alerta à população em relação a tentativas de golpe. Por isso, os brasileiros precisam ter cuidado nas próximas semanas.

“O BC não entra em contato com os cidadãos. Qualquer informação sobre valores a receber só poderá ser obtida a partir de 14/02/2022. A solicitação de resgate no SVR será feita por meio de usuário e senha e os recursos serão transferidos diretamente das instituições financeiras para os cidadãos, que não devem fazer qualquer depósito prévio a qualquer pessoa ou instituição“, alerta o texto.

Leia Mais: Reajustes salariais no país ficam abaixo da inflação em dezembro

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.