Ministro do STF interrompe análise de recurso contra ordem de prisão de Allan dos Santos

Allan dos Santos é investigado pelo STF em dois inquéritos: um que investiga a propagação de notícias falsas e outro que apura uma milícia digital

0

Nunes Marques, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu vista, isto é, mais tempo para analisar um pedido de habeas corpus contra uma ordem de prisão do blogueiro Allan dos Santos, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL). Com a solicitação do ministro, o julgamento do caso foi suspenso.

Bolsonaro pede que STF arquive apuração sobre vazamento de informação

Assim como publicou o Brasil123, em outubro do ano passado, Alexandre de Moraes determinou a prisão preventiva de Allan dos Santos que, hoje, está nos Estados Unidos. Além da ordem, o ministro também determinou que o Ministério da Justiça e Segurança Pública promovesse, de forma imediata, o processo de extradição do blogueiro.

Allan dos Santos é um dos aliados mais próximos da família de Bolsonaro. Hoje, ele é investigado pelo STF em dois inquéritos: um que investiga a propagação de notícias falsas e outro que apura a suposta existência de uma milícia digital.

Julgamento de Allan dos Santos

O julgamento sobre Allan dos Santos estava acontecendo no plenário virtual, que é onde os ministros votam de forma digital. O caso começou a ser discutido no dia 29 de abril e terminaria às 23h59 de sexta-feira (06). No entanto com o pedido de vista de Nunes Marques, que foi o primeiro ministro indicado por Bolsonaro ao STF, o julgamento não tem mais data para ser retomado.

Antes dele, ministros como o relator, ministro Edson Fachin, que votou por rejeitar o pedido e Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski, que seguiram o entendimento do relato, já haviam votado.

Para a defesa de Allan dos Santos, o pedido de prisão preventiva é abusiva, uma “pena antecipada de supostos crimes que nunca chegaram a embasar qualquer oferecimento de denúncia”.

Leia também: Mesmo com PF apontando indícios de crimes, PGR pede que STF arquive inquérito contra Ciro Nogueira

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.