Bolsonaro chama lucro da Petrobras de ‘estupro’

Bolsonaro criticou a Petrobras dizendo que um novo reajuste no preço dos combustíveis pode quebrar o Brasil

0

Jair Bolsonaro (PL), presidente da república, criticou o alto lucro registrado pela Petrobras nos primeiros meses deste ano. De acordo com o chefe do Executivo, os bons resultados da estatal representam “um estupro”, pois beneficiam estrangeiros e quem paga a conta é a população brasileira.

Dados mostram que, em 35 dias, Bolsonaro gastou R$ 4,2 milhões no cartão corporativo

Na quinta-feira (05), a Petrobras divulgou o resultado do primeiro trimestre, revelando que teve um lucro de R$ 44,561 bilhões, número 3.7% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.  Em 2021, a empresa, que tem a União como maior acionista, acumulou um lucro líquido recorde de R$ 106,6 bilhões.

Em busca de se reeleger, Bolsonaro tem frequentemente pressionado a Petrobras para que a estatal não efetue reajustes nos preços dos combustíveis. Prova disso é que ele já demitiu dois presidentes da empresa: Roberto Castello Branco e Joaquim Silva e Luna.

Ambos tiveram que deixar o cargo por conta dos reajustes, que são motivados pela alta dos preços internacionais do petróleo e também pela inflação. Na gestão do atual presidente, José Mauro Ferreira Coelho, não houve reajustes.

De acordo com especialistas, nos próximos dias, o diesel e a gasolinas devem ser reajustados em até 25%. Segundo Bolsonaro, caso isso aconteça, o Brasil pode quebrar. “O Brasil, se tiver mais um aumento (no preços dos combustíveis), pode quebrar o Brasil”, afirmou o presidente.

“E o pessoal da Petrobras não entende, ou não quer entender. A gente sabe que tem leis. Mas a gente apela para a Petrobras que não aumente os preços”, disse Bolsonaro, que ainda mandou mais um recado para a estatal.

“Petrobras, estamos em guerra. Petrobras, não aumente mais o preço dos combustíveis. O lucro de vocês é um estupro, é um absurdo. Vocês não podem aumentar mais os preços dos combustíveis”, complementou o chefe do Executivo.

Por fim, Bolsonaro ainda afirmou que a Petrobras está “abusando do povo brasileiro” e que “é um crime” aumentar o preço do óleo diesel, combustível majoritariamente usado no transporte no Brasil.

“Vocês não podem quebrar o Brasil. É um apelo agora: Petrobras, não quebre o Brasil, não aumente o preço do petróleo. Eu não posso intervir. Vocês têm lucro, têm gordura e têm o papel social da Petrobras definido na Constituição”, finalizou Bolsonaro.

Leia também: TCU quer que hospitais militares sejam intimados por compra de próteses penianas

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.