Milicianos estariam vendendo espaços em calçadas no Rio de Janeiro

Um morador afirma que as pessoas precisam transitar no meio da rua, passando entre os carros, porque a calçada já não pertence mais aos moradores.

0

Milicianos estariam vendendo espaços públicos nos bairros de Cordovil e de Guadalupe, ambos na Zona Norte do Rio de Janeiro. De acordo com moradores dos locais, os criminosos vendem as calçadas e outras áreas que seriam destinadas ao lazer e circulação de quem mora na região.

Em entrevista ao “Bom dia Rio”, moradores reclamavam que lojas e outros comércios ocupam as áreas públicas sem fiscalização. “Estamos inconformados com essa situação que a gente está vivendo aqui”, disse uma pessoa que não quis ser identificada.

“Essa entrada nossa aqui tá invadida, cheia de puxadinhos, lojinhas, pensão. A gente não tem mais calçada, os nossos idosos tão andando no meio da rua”, afirmou o morador, que ainda disse que quem vive na região pede a ajuda do poder público, mas não é atendido.

Ainda na reportagem, um outro morador afirma que as pessoas precisam transitar no meio da rua, passando entre os carros, porque a calçada já não pertence mais aos moradores. “A gente liga para a prefeitura, para poder pedir uma providência, e nada é feito. Já tem um bom tempo que a gente liga e só [recebe] número de protocolo e nada. Ninguém comparece aqui”, disse a pessoa.

milícia
Um morador afirma que as pessoas precisam transitar no meio da rua, passando entre os carros, porque a calçada já não pertence mais aos moradores. (Foto: reprodução)

Milicianos ameaçam 

De acordo com os moradores dos locais, eles estão sendo ameaçados pela milícia que atua na região. Essas testemunhas contam que criminosos circulam armados para intimidar os vizinhos e cobram taxas ilegais nas casas e no comércio. Além disso, eles chegam a fiscalizar as vendas, para exigir mais dinheiro.

Em junho, por conta das denúncias, a Prefeitura do Rio fechou comércios em situação irregular semelhante em um dos acessos ao Morro do Jordão, na Taquara, na Zona Oeste. O local contava com bar, lanchonete e até um mercadinho instalado sobre a calçada.

Em nota,  a Secretaria Municipal de Conservação afirmou que vai mandar uma equipe para Cordovil e Guadalupe para verificar o problema. Por outro lado, a Polícia Civil pede que a população denuncie os crimes pelo Disque Denúncia, sem afirmar se vai investigar os casos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.