Lula vai antecipar anúncios com metas para programas como o Auxílio Brasil

Um integrante da campanha de Lula diz que o petista precisa agir, pois ele não pode mais “jogar parado” e precisa começar a “marcar gol”

1

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai adiantar o anúncio das metas que tem para programas sociais como o Auxílio Brasil, extinto Bolsa Família. De acordo com a jornalista Renata Agostini, do canal “CNN Brasil”, o petista irá anunciar que o valor do benefício será maior permanentemente. De agosto até dezembro, o benefício distribuído saltará de R$ 400 para R$ 600.

Lula quer reduzir candidaturas e vencer ainda no primeiro turno

Segundo a jornalista, Lula deve prometer que, caso eleito, tornará esse novo valor temporário em permanente e ainda o corrigirá pela inflação acumulada no ano que vem. Ainda conforme a comunicadora, a decisão de antecipar o anúncio foi tomada pela cúpula que cuida da campanha de Lula. Isso porque os integrantes do grupo enxergam que é necessário desenhar e divulgar as metas do eventual governo, pois estes programas sociais são marcas petistas.

Segundo Renata Agostini, além de dados sobre o Auxílio Brasil, Lula também deve começar a falar em benefícios relacionados ao Minha Casa, Minha Vida, ao Fies e ao Prouni. Além disso, a campanha trabalha para fazer acenos aos agricultores, informando as ideias que um eventual governo petista tem para o Plano Safra.

Em entrevista à “CNN Brasil”, um integrante da campanha de Lula disse que o ex-presidente precisa agir, pois ele não pode mais “jogar parado” e precisa começar a “marcar gol”. Hoje, de um lado, existem pessoas que cuidam da campanha que acreditam que Lula deve fazer de tudo para ganhar já no primeiro turno.

Outro são mais ponderados e acreditam que isso não deve acontecer. Essas pessoas, inclusive, apostam que Bolsonaro deve crescer nas pesquisas de intenções de votos neste mês de agosto com a chegada do novo Auxílio Brasil, principalmente entre os eleitores que ganham até dois salários mínimos. É por isso que o PT pretende anunciar as metas que Lula tem para ao menos seu primeiro ano à frente do Palácio do Planalto.

Segundo Renata Agostini, antes do aumento do benefício, existia a avaliação de que diretrizes mais gerais e a memória dos governos Lula iriam ser o centro da estratégia. Todavia, agora, a estratégia deve ser colocar um pouco da cara do novo eventual governo Lula, explorando as propostas na campanha de maneira intensa e específica, dando detalhes e apresentando valores.

A expectativa é que o plano de governo do PT seja finalizado ainda neste mês. As diretrizes do documento foram divulgadas no mês passado e, desde então, a legenda recebeu mais de 15 mil contribuições para o programa permanente de governo.

Leia também: Mais da metade dos beneficiários dizem que aumento do Auxílio Brasil é insuficiente

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Gabriela Souza Diz

    Poxa gostei muito do seu artigo, o outro blog que eu
    estava lendo não tinha a mesma informação. A sua está
    correta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.