Lula e Alckmin começarão suas caminhadas pelo Brasil na próxima semana

O primeiro destino da dupla será o Rio Grande do Sul. Na quarta-feira (01), Lula e Alckmin irão para Porto Alegre

0

Começará na próxima semana uma série de viagens com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), pré-candidato à presidência e vice, respectivamente. De acordo com informações do jornal “Folha de S.Paulo”, as viagens pelo Brasil acontecerão com o intuito de colocar a parceria entre os dois políticos na rua, chegando assim a um eleitor que não é tradicionalmente do PT.

Após Datafolha, dirigente do PT diz que agora é a hora de colocar a pré-campanha de Lula na rua 

Ainda segundo a publicação, o primeiro destino da dupla será o Rio Grande do Sul. Na quarta-feira (01), Lula e Alckmin irão para Porto Alegre e, no dia seguinte, para Florianópolis, em Santa Catarina. Conforme o jornal, Lula levará Alckmin para um giro por uma região em que o PSDB, ex-partido seu ex-partido, é muito forte do ponto de vista eleitoral.

Prova disso é que, em 2006, Alckmin, disputando as eleições presidenciais contra Lula, venceu em três estados do Sul. Essas regiões, a partir de 2018, passaram a apoiar o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL)

PSB confirma Geraldo Alckmin para vice da chapa de Lula
O primeiro destino da dupla será o Rio Grande do Sul. Na quarta-feira (01), Lula e Alckmin irão para Porto Alegre. (Foto: reprodução)

A visita ao estado do Rio Grande do Sul também marcará as discussões para definir como será o palanque referente ao governo do estado. Hoje, o PSB, partido de Alckmin, deseja que o deputado federal Beto Albuquerque seja apoiado ao governo estadual.

Já o PT quer apoiar o deputado estadual Edegar Pretto e, por fim, o PCdoB defende que Manuela D’Ávila receba o apoio. Nesta divergência, o PSB pode escolher apoiar quem quiser. Diferentemente do PT e PCdoB, que estão federados nacionalmente e podem indicar apenas um nome em conjunto.

Em Santa Catarina, também existe uma divergência. Por lá, a resolução de Lula e Alckmin também é sobre quem será apoiado para o governo do estado. De um lado, há o deputado federal Décio Lima, quisto pelo PT. Do outro, o senador Dário Berger, que é o escolhido do PSB.

Leia também: Lula está 21 pontos percentuais à frente de Bolsonaro; veja os números

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.