Lucro líquido da Natura& Co chega a R$ 177,4 milhões no quarto trimestre

Receita da companhia cresce 24,3%, atingindo R$ 12 bilhões

0

A Natura& Co alcançou um lucro líquido expressivo no último trimestre de 2020. A saber, a companhia atingiu a marca de R$ 177,4 milhões no período. Dessa forma, conseguiu reverter o forte prejuízo de R$ 76,5 milhões verificado no trimestre anterior. E a principal razão para o enorme impulso desses dados foram as vendas online.

Além disso, a receita líquida da dona das marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop avançou 24,3%, chegando a R$ 12 bilhões.

De acordo com a empresa, o crescimento das ferramentas de vendas por redes sociais fizeram o lucro disparar entre outubro e dezembro do ano passado. Vale ressaltar que as vendas digitais totais da Natura& Co dispararam 79% no período. Aliás, todas as marcas alcançaram o maior nível de vendas digitais em suas histórias.

Além disso, o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) teve um crescimento expressivo de 24% no último trimestre, quando comparado com o trimestre anterior. Com esse aumento, o Ebitda chegou a R$ 7,72 bilhões. Já o Ebitda ajustado aumentou um pouco menos (12,3%), para R$ 1,5 bilhão, com margem de 12,4%.

 

Operações da Natura& Co no Brasil

Segundo o balanço financeiro, a Natura& Co Latam, que abriga operações da Natura e da Avon no Brasil e na América Latina, registrou um aumento de 20,5% em sua receita líquida. Assim, atingiu R$ 6,32 bilhões. Enquanto isso, a Avon International, que também opera em outros mercados internacionais, teve um avanço um pouco menor, de 12%. Com isso, sua receita líquida chegou a R$ 2,87 bilhões. A The Body Shop disparou 48%, para R$ 2,07 bilhões, e a Aesop subiu ainda mais (62%), para R$ 723,3 milhões.

Por fim, no acumulado de 2020, a Natura& Co teve um prejuízo enorme, de R$ 652 milhões. A companhia atribui a queda à aquisição e incorporação da Avon. Em contrapartida, a receita líquida cresceu 12% no ano passado, para R$ 36,9 bilhões.

 

LEIA MAIS

Bolsas da Ásia encerram pregão desta sexta-feira (5) em queda

Indústria sobe 2,0% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2020

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.