Ibovespa dispara no último pregão da semana com pequeno alívio fiscal

Aprovação da PEC Emergencial pelo Senado continua repercutindo

1

O Ibovespa encerrou o último pregão da semana com alta expressiva de 2,23%, aos 115.202 pontos. Essa é a terceira sessão consecutiva que o principal índice acionário da bolsa brasileira fecha com ganhos. E a principal razão para o resultado positivo do dia foi a repercussão da aprovação da PEC Emergencial no Senado Federal, o que trouxe algum alívio fiscal para o país.

Em resumo, esta Proposta de Emenda à Constituição (PEC) objetiva possibilitar o retorno de parcelas do Auxílio Emergencial. A PEC não é o auxílio em si, mas sim o dispositivo para que o auxílio volte. Em geral, os economistas torcem pela aprovação desse texto, que, por sinal, ficou mais enxuto e facilitou a votação da proposta. Assim, a PEC já passou pela aprovação do Senado, em dois turnos, e agora segue para a Câmara dos Deputados. Ela também passará por dois turnos de votação, que deve ocorrer na próxima semana.

Por envolver despesas menores, o retorno do auxílio sob essas condições representa um leve respiro fiscal, mas ainda preocupa. Em suma, os investidores torciam para que houvesse respeito ao teto de gastos, tido como a âncora fiscal do país atualmente. Ao mesmo tempo, temiam o impacto que essas novas rodadas do benefício poderiam causar nos cofres públicos. E, claro, qual mágica precisaria ser feita para que as despesas coubessem dentro do teto de gastos, sem pedaladas fiscais ou excepcionalidades.

Agora, o texto mais enxuto parece ter agradado o mercado. Mas isso não muda a situação do Brasil, que vem sofrendo com elevação da dívida pública, principalmente para custear programas de enfrentamento da pandemia da Covid-19. Por falar nisso, o ritmo de vacinação segue a passos lentos. Em contrapartida, a pandemia avança mais a cada dia, com recordes de casos e mortes superados recorrentemente.

 

Veja as principais altas e quedas do dia no Ibovespa

No fechamento do pregão, o que prevaleceu foi o otimismo com a aprovação da PEC Emergencial. Dessa forma, 56 das 82 ações do Ibovespa encerraram o dia no azul. Ao todo, entre compras e vendas, movimentaram R$ 36 bilhões, o que representa um crescimento de 30% em relação à média diária de 2021 (R$ 28 bilhões). E, dentre os avanços, conquistado pela maioria das ações nesta sexta, os mais expressivos vieram de: Cogna ON (10,0%), PetroRio ON (7,60%), Natura ON (6,52%), Bradespar PN (6,35%) e Usiminas PNA (5,83%).

Vale ressaltar que as ações da Cogna dispararam no dia à aquisição recente da Sociedade Educacional da Lagoa (SEL). A expectativa é que haja mais rapidez em relação à digitalização da empresa. A Natura também avançou no dia, após divulgação do balanço financeiro registrado no último trimestre do ano passado. Já a PetroRio seguiu a disparada dos preços internacionais do petróleo e subiu no pregão.

Por fim, do lado das quedas, minoria no dia, as mais intensas ficaram com: B2W ON (-4,27%), Copel PN (-2,77%), Lojas Americanas PN (-2,61%), Sabesp ON (-2,06%) e BTG Pactual units (-2,01%). Os balanços do quarto trimestre de 2020 também influenciaram o resultado da B2W e da Lojas Americanas no dia, mas de forma negativa, uma vez que indicam desaquecimento da economia brasileira.

 

LEIA MAIS

Lucro líquido da Natura& Co chega a R$ 177,4 milhões no quarto trimestre

Bolsas da Ásia encerram pregão desta sexta-feira (5) em queda

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Ibovespa dispara no último pregão da semana, com pequeno alívio fiscal […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.