João Doria diz quando tomará decisão sobre seu futuro na vida pública

Em uma publicação no Twitter, João Doria disse que decidirá sobre o tema apenas depois que chegar de uma viagem

0

O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), que recentemente anunciou que desistiu de sua pré-candidatura ao Planalto, revelou nesta quinta-feira (26) quando irá decidir se seu futuro será no mundo da política ou iniciativa privada.

Em uma publicação no Twitter, o ex-governador disse que decidirá sobre o tema apenas depois que chegar de uma viagem. De acordo com o tucano, ele vai tirar “uma semana de descanso” com sua família para depois anunciar sua decisão.

“Quero agradecer as milhares de mensagens de apoio e carinho que tenho recebido. Viajo hoje com a Bia para uma semana de descanso. Na volta tomarei a decisão sobre meu futuro na vida pública ou na iniciativa privada. Sigo torcendo pelo Brasil”, disse João Doria na publicação.

Em nota, a assessoria de João Doria não quis revelar para onde ele viajará. “Como Doria não é mais governador nem pré-candidato, o empresário decidiu manter o destino da viagem reservado. Direito dele e da família”, afirmou a comunicação.

Doria fora das eleições

Assim como publicou o Brasil123, João Doria anunciou que estava desistindo de sua pré-candidatura na última segunda-feira (23). A decisão aconteceu porque o ex-gestor estadual vinha enfrentando uma forte resistência interna vinda de seu partido e também de legendas que integram a chamada terceira via.

O desejo de João Doria era ser o representante da terceira via, criada para tentar acabar com a polarização entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-chefe do Executivo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No entanto, o PSDB e os outros partidos integrante da união preferem a indicação da Senadora Simone Tebet (MDB).

Além disso, de acordo com informações do jornal “Estadão”, a disputa pelo governo de São Paulo também teve um grande papel na decisão da cúpula do partido, que enxergava a rejeição de João Doria como um obstáculo para a reeleição de Rodrigo Garcia (PSDB) caso o atual governador tivesse que atrelar sua imagem a do correligionário.

“Aceito esta realidade com a cabeça erguida. Sou um homem que respeita o consenso, o diálogo, o equilíbrio. Sempre busquei e seguirei buscando o consenso mesmo que ele seja contrário à minha vontade pessoal”, disse João Doria na oportunidade.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.