Homem é indiciado após ataque contra senador Fabiano Contarato e seu filho

O acusado chamou o senador de "infeliz", "sem vergonha" e ainda disse que ele estava com seu filho adotivo por marketing

0

Giovani Loureiro, acusado de ser o autor de uma publicação em que ofendeu o senador Fabiano Contarato (Rede) e expôs o filho do parlamentar, foi indiciado pela Polícia Federal (PF) do Espírito Santo, informou a própria entidade nesta terça-feira (23).

Assim como publicou o Brasil123, as ofensas aconteceram por meio de uma postagem feita no Facebook. Na postagem, o autor incluiu uma foto do senador em uma praia de Vila Velha, no Espírito Santo, tirada sem autorização. Além do senador, a foto também tinha um dos filhos do parlamentar.

Na publicação, o acusado chamou o senador de “infeliz” e “sem vergonha”. Além disso, o suspeito também afirmou em sua rede social que o parlamentar havia levado seu filho adotivo à praia somente “para fazer marketing”.

Por conta da publicação, Giovani Loureiro foi indiciado por crime de injúria qualificada por ter sido cometida contra funcionário público em razão de suas funções e pelo fato de o crime ter sido cometido ou divulgado na internet.

O caso está sendo investigado pela PF desde a semana passada, quando Fabiano Contarato registrou um boletim de ocorrência na Superintendência da Polícia Federal.

O acusado chamou o senador de "infeliz", "sem vergonha" e ainda disse que ele estava com seu filho adotivo por marketing.
Fabiano Contarato e o filho, Gabriel, de sete anos. (Foto: reprodução)

Acusado se diz arrependido de ofender o senador

Após a denúncia, Giovani Loudeiro afirmou que estava arrependido da publicação. Segundo o acusado, o post foi feito para criticar Fabiano Contarato como político.

Nesse sentido, afirmou o suspeito, ele não estava relacionado a postagem a questões pessoais e nem ao filho do senador. Por fim, ele ainda afirmou que foi “infeliz” ao publicar a mensagem e a foto.

Todavia, o arrependimento não ajudará muito o acusado. Isso porque, depois de ter recebido a informação sobre o indiciamento do autor das postagens, Fabiano Contarato foi às redes sociais e afirmou que está aguardando os desdobramentos do caso no Ministério Público para buscar a “responsabilização penal e civil do autor”.

Leia também: Sara Winter diz ter recebido ‘orientações’ de ministro do governo para atacar o STF

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.