Governo divulga crescimento na geração de empregos em dois meses consecutivos

Números de agosto totalizaram quase 250 mil novos postos.

1

O perfil oficial do Ministério da Economia na rede social Twitter, divulgou hoje (01) dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), com números positivos no mês de agosto.

O Ministério da Economia utilizou os dados que foram divulgados na última quarta (30), e que mostraram um crescimento consecutivo na geração de empregos no país. Segundo o Ministério: “O resultado de agosto foi puxado pelo aumento das contratações que seguem em tendência de crescimento desde maio”.

Os números indicam que o saldo de agosto foi positivo em 249.388 novos postos de trabalho, resultado de 1.239.478 admissões e 990.090 desligamentos. O Ministério informou que, até o momento, o saldo é negativo (-849.387), mas apesar da pandemia, há um notável otimismo dos responsáveis pela pasta.

No detalhamento, foi informado que os cinco setores de atividade econômica apresentaram resultados positivos e “impulsionado pela Indústria de Transformação, o setor econômico da Indústria liderou a geração de empregos formais, com saldo positivo de 92.893(postos) em agosto”.

Resultados pelo país

A região Sudeste do país apresentou o melhor resultado absoluto: foram criados 104.702 novos empregos, sendo seguida pelo Nordeste (62.085), Sul (42.664), Norte (22.272) e o Centro-Oeste (17.684).

Nos estados, São Paulo registrou um acréscimo de 64.552 vagas, Minas Gerais com 28.339, Santa Catarina com 18.375 e a Paraíba, com 9.753.

Salário

O ministério divulgou dados sobre o salário médio dos novos postos. A média para as admissões em agosto foi de R$ 1.725,62. Além disso, “comparado ao mês anterior, o valor está estável, com um aumento real de R$ 9,75 no salário médio de admissão, uma variação de 0,57%”. 

O expressivos resultados acompanham o discurso otimista do chefe da pasta, o ministro Paulo Guedes, que tem feito esforços para a retomada do crescimento após a pandemia. O momento político brasileiro está aberto e propenso a reformas e privatizações, que tem sido constantemente discutidas em Brasília.

Dessa forma, os desafios do Ministério da Economia para o ano vigente consistem na manutenção dos atuais postos, geração de novas oportunidades e uma retomada consistente na economia do país.

Você pode conferir mais detalhes sobre os números divulgados pelo Ministério da Economia clicando aqui.

1 comentário
  1. […] Leia mais: Governo divulga crescimento na geração de empregos em dois meses consecutivos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.