Governadores do Nordeste aprovam auxílio no valor de R$ 500 para órfãos da pandemia

Cada estado deverá ter o seu programa encaminhado para as assembleias legislativas

0

Na segunda-feira (19) foi divulgado um importante benefício. Os governadores do Nordeste aprovaram auxílio no valor de R$ 500 para órfãos da pandemia. O ‘Nordeste Acolhe’ é um programa de auxílio social para os filhos que perderam os pais em decorrência da pandemia.

O presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), explicou que cada estado deve encaminhar o seu programa para as assembleias legislativas, o que deve acontecer dentro dos próximos dias.

“Isso é compromisso não apenas social, mas também uma preocupação que a gente tem com os efeitos pós-Covid. É claro, que nós vamos cuidar na área social de forma mais ampla, buscando a geração de emprego e renda, as condições de manutenção do auxílio emergencial financeiro, de ampliação de investimentos, mas há uma situação particular e especial que atingiu famílias, aqui no nosso estado mais de 500 famílias, e com certeza terão o acolhimento por parte do estado e nesse caso do Consórcio do Nordeste”, declarou Wellington Dias.

Wellington informou ter uma minuta aprovada na Câmara Técnica da área social, que funciona dentro do Consórcio Nordeste, coordenada pela governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra. A partir dessa minuta, os governadores podem encaminhar o projeto para aprovação nas Assembleias Legislativas.

Com a aprovação em Assembleia Legislativa, a expectativa é que o Nordeste Acolhe seja implantado ainda em agosto.

Governadores do Nordeste aprovam auxílio no valor de R$ 500 para órfãos da pandemia
Governadores do Nordeste aprovam auxílio no valor de R$ 500 para órfãos da pandemia

Benefício semelhante em São Paulo

A iniciativa no estado de São Paulo beneficia as famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários-mínimos que tenham perdido ao menos um familiar vítima de COVID-19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente. A observação é que o falecimento tenha ocorrido dentro do núcleo familiar. O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O programa pretende contemplar mais de 11 mil famílias em todo o estado, totalizando repasse estadual de R$ 20 milhões. O benefício de R$ 1,8 mil será pago em seis parcelas mensais de R$ 300, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

“Esta é mais uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, sob a liderança do Governador João Doria, para o enfrentamento dos desafios impostos pela pandemia de COVID-19, amparando a população em maior fragilidade social”, afirmou a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

Auxílio no Maranhão

O ‘Auxílio Cuidar’, aprovado pela Assembleia Legislativa do Maranhão, de autoria do Poder Executivo, tem o objetivo de ajudar crianças e adolescentes órfãos de pai ou mãe, biológicos ou por adoção, por conta da pandemia.

O benefício terá o valor de R$ 500,00 e será pago mensalmente até o alcance da maioridade civil, alcançada com 21 anos. Para serem beneficiadas, as crianças e adolescentes devem possuir moradia fixa no Maranhão por um período de pelo menos um ano antes da orfandade completa e cuja família possua renda não superior a três salários mínimos.

Veja ainda: Caixa vai usar o WhatsApp para informar datas do auxílio emergencial aos beneficiários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.