Gol registra lucro líquido de R$ 643 milhões no segundo trimestre

Receita da companhia aérea dobrou no período, mas ainda permaneceu 67% menor que o nível observado antes da pandemia da Covid-19

0

A Gol Linhas Aéreas encerrou o segundo trimestre deste ano com um lucro líquido de R$ 643 milhões. A saber, a companhia havia registrado um prejuízo líquido de R$ 1,996 bilhão no mesmo período do ano passado. A empresa divulgou os dados nesta quinta-feira (29).

Apesar do resultado positivo, a Gol informou que houve prejuízo líquido após participação de minoritários, de R$ 1,2 bilhão. Vale ressaltar que esse número não inclui variações cambiais e monetárias, bem como despesas líquidas não recorrentes.

Além disso, a receita da companhia aérea atingiu a marca de R$ 1 bilhão no trimestre, disparada de 187% no comparativo anual. Em resumo, o resultado foi bastante positivo, porque, no mesmo período do ano passado, o Brasil enfrentava o auge da pandemia da Covid-19. Isso explica o motivo de, apesar da disparada na comparação anual, o valor ter ficado 67% menor que o registrado antes da crise sanitária.

De acordo com a Gol, as outras receitas totalizaram R$ 141 milhões, principalmente as relacionadas a cargas e fidelidade. Esse montante correspondeu a 13,7% das receitas totais da companhia aérea no trimestre.

Veja mais detalhes do desempenho da Gol no trimestre

Segundo a Gol, o Ebitda, que são aos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, totalizou R$ 144 milhões no segundo trimestre, correspondente a uma margem de 14%. Já o Ebitda ajustado atingiu R$ 222 milhões, “com margem de 22% evidenciando os bem-sucedidos esforços de sustentabilidade, com equilíbrio entre oferta e demanda”, afirmou a Gol, em nota.

Ao mesmo tempo, a taxa de ocupação média ficou em 85,1% no trimestre, alta de 7 pontos percentuais na comparação anual. Em suma, a Gol destacou que a demanda por transporte aéreo no país continua se recuperando, impulsionada pelo avanço da vacinação contra a Covid-19.

“Essa promissora tendência está impulsionada pela maior disponibilidade de vacinas no segundo trimestre; em
30 de junho de 2021, mais de um terço da população brasileira havia recebido pelo menos uma dose de uma vacina, e mais de 12% totalmente vacinados”, destacou a Gol.

Por fim, a empresa fechou 2020 com um prejuízo de R$ 2,3 bilhões, após o lucro de R$ 744 milhões em 2019.

Leia mais: Contas do governo registram déficit primário de R$ 73,55 bilhões em junho

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.