‘Faraó dos Bitcoins’ diz que vai ser candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro

O "Faraó dos Bitcoins" foi preso no ano passado acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro em sua empresa, a GAS Consultoria

0

Conhecido como “Faraó dos Bitcoins”, Glaidson Acácio, ex-garçom e ex-pastor, anunciou neste sábado (04) que vai entrar para a política. De acordo com ele, que está preso no Complexo de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, sua intenção será ser eleito como deputado federal pelo estado carioca.

“Se engana quem me chama de ex-garçom, quando, na verdade, sou um eterno garçom. Agora com a futura missão de servir ao Estado do Rio de Janeiro e ao Brasil”, afirmou ele, que se filiou em abril ao partido Democracia Cristã.

Assim como publicou o Brasil123, o “Faraó dos Bitcoins” foi preso no ano passado acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro em sua empresa, a GAS Consultoria. Além dele, mais 21 pessoas foram indiciadas suspeitas de participarem de organização criminosa, gestão fraudulenta e violação do sistema financeiro nacional.

Glaidson Acácio e sua empresa já receberam mais de 300 processos recebidos no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Por conta disso, a Justiça bloqueou R$ 38 bilhões das contas bancárias da GAS.

Além dos supostos esquemas financeiros, o “Faraó dos Bitcoins” também está preso acusado de tentativa de homicídio e coautoria de homicídio. De acordo com as informações, o último caso se refere ao investidor Wesley Pessano, que foi assassinado a tiros porque era concorrente do empresário no ramo no mercado de criptomoedas.

A acusação de tentativa de homicídio diz respeito a Nilson Alves da Silva, conhecido como Nilsinho, e também se deu, segundo as investigações, porque a vítima era concorrente no ramo. O homem sobreviveu, mas acabou ficando cego e paraplégico. Desde que passou a ser acusado, Glaidson Acácio vem negando todos os crimes.

glaidson acácio
O “Faraó dos Bitcoins” foi preso no ano passado acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro em sua empresa, a GAS Consultoria. (Foto: reprodução)

‘Faraó dos Bitcoins’ pode ser candidato

Como a Lei da Ficha Limpa só impede candidaturas de condenados em segunda instância e hoje Glaidson Acácio está em prisão preventiva e aguarda julgamento, ele poderá concorrer normalmente nas eleições deste ano. No entanto, caso ele seja condenado nos processos em que é réu até a data de registro da candidatura, que acontece no segundo semestre, sua candidatura pode ser indeferida.

Leia também: Mulher de ‘Faraó dos Bitcoins’ era o cérebro por trás das operações

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.