Enxaqueca tem cura? 5 fatos sobre o problema

Se você sofre com enxaqueca, confira algumas informações sobre esse problema

0

Em primeiro lugar, saiba que a enxaqueca é um tipo peculiar da doença e caracteriza-se por uma dor pulsante e lateralizada muito forte que pode durar entre 4 até 72 horas ininterruptas. Associada com sensibilidade à luz, ruídos e cheiros fortes, alguns pacientes apresentam problemas neurológicos que podem causar alterações visuais. Confira aqui no Brasil 123, se a enxaqueca tem cura.

Cerca de 20 % da população mundial já relatou esse problema ao menos uma vez e as mulheres possuem até 3 vezes mais chances de sofrer com enxaqueca. São mais de 35 milhões de brasileiros que já sofreram ou ainda sofrem com a enxaqueca constantemente e até mesmo entre crianças, 8% dos pequenos sofrem com isso.

A predisposição de enxaqueca ao sexo feminino está ligada às alterações hormonais que o corpo das mulheres sofrem no decorrer de suas vidas. Afinal, a liberação de estrogênio durante o período fértil é uma das causas que favorecem o acontecimento de enxaquecas.

5 fatos sobre a enxaqueca

Além das informações citadas acima, veja 5 fatos sobre a enxaqueca, pois essa é uma das piores dores que as pessoas podem sentir. Por isso, conhecer um pouco mais sobre ela é essencial para que você possa entender com que está lidando. Confira:

Não aparece em exames

Por se tratar de uma disfunção cerebral e dos vasos sanguíneos que irrigam o órgão, a enxaqueca não pode ser identificada em exames, já que não é decorrente de uma alteração física estrutural. Todos os exames realizados servem apenas para apontar outras causas da dor e, dessa forma, identificar a enxaqueca por mimetismo.

Uso em excesso de remédios agrava o quadro

A automedicação é um problema muito comum, portanto, saiba que o uso excessivo de remédios pode agravar o quadro de saúde do paciente. Por exemplo, analgésicos comuns até cortam a dor, mas podem levar a mais dores quando consumidos indiscriminadamente.

As causas são genéticas

Como foi dito, as causas da enxaqueca são genéticas, portanto, a cura não é conhecida, visto que cada organismo responde de uma forma a determinados medicamentos que são aplicados.

Alto impacto na qualidade de vida

A enxaqueca é um dos piores problemas da atualidade, visto que pessoas que não entendem as causas ainda têm preconceito com quem relata as dores durante o horário de trabalho, por exemplo.
No entanto, somente quem está passando por uma crise enxaqueca sabe que é impossível raciocinar direito e realizar até algumas tarefas bem simples.

O uso excessivo de remédios pode agravar o quadro de saúde do paciente - Reprodução AdobeStock
O uso excessivo de remédios pode agravar o quadro de saúde do paciente – Reprodução AdobeStock

Não tem cura, mas tem tratamento

Infelizmente, enxaqueca não tem cura, somente tratamentos como veremos mais adiante. Por ser uma alteração genética, os sintomas sempre podem aparecer novamente depois da parcial resolução do problema.

Por isso, o tratamento para enxaqueca sempre será voltado para reduzir as dores e os danos causados pelo problema de forma indireta. Afinal, o paciente precisa de acompanhamento de especialistas que apontem quais as melhores opções para minimizar as dores.

A mudança no estilo de vida é essencial para tratar enxaqueca, visto que controlar o sono e manter uma alimentação saudável com prática de exercícios é essencial para minimizar as dores.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.