Empréstimo consignado INSS: em breve, novas mudanças

0

O empréstimo consignado INSS terá algumas alterações no próximo ano. De acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social, INSS, essas mudanças entrarão em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2022. Portanto, os aposentados e pensionistas podem contratar o financiamento já com as novas regras.

empréstimo consignado INSS

Mudanças no empréstimo consignado

Neste ano, a margem do empréstimo consignado INSS foi ampliada de 35% para 40%. Mas somente até 31 de dezembro de 2021, sendo:

  • 35% com o empréstimo consignado;
  • 5% com o uso de cartão.

Após o dia 1 de janeiro do ano que vem, o limite disponível volta a ser de 35% sendo distribuído como:

  • 30% é destinado para solicitar empréstimos;
  • 5% é destinado para o uso de cartão.

Suspensão de parcelas do empréstimo consignado INSS

Aqueles que já contrataram o empréstimo consignado INSS podem suspender por até quatro meses as parcelas. No entanto, no ano de 2022, essa suspensão não será obrigatória. Sendo assim, o aposentado precisa estar atento aos casos em que as financeiras ou bancos oferecerem a possibilidade de prazo adicional. Afinal, isso pode influenciar nas taxas de serviços ou nas taxas de juros aplicadas.

Impacto

As mudanças fizeram com que houvesse aumento no número de contratos de consignados solicitados pelos segurados e averbados no período de 3 anos:

  • 2019 – 32.486.547 (total);
  • 2020 – 37.316.388 (total);
  • 2021 – 37.877.912 (até o início de novembro).

Quantos empréstimos um segurado pode ter?

Até 31 de dezembro de 2021, os segurados do INSS podem ter até 9 empréstimos consignados ativos. Porém, instituições diferentes e desde que não ultrapassem o limite de 40% do valor do benefício. Antes disso, o limite era restrito a 6 contratos ativos.

Tempo de empréstimo consignado INSS

Com a nova regra, o parcelamento do empréstimo consignado INSS passou para 84 meses, ou seja, 7 anos. O prazo anterior era de 72 meses, ou seja, 6 anos.

No entanto, é preciso lembrar que esse tipo de empréstimo não é feito o desconto em conta corrente ou com boleto bancário. Portanto, é diferente dos outros tipos de empréstimo.

O desconto das parcelas é realizado diretamente no benefício INSS do aposentado ou pensionista. Funcionários públicos ou privados também podem solicitar esse tipo de empréstimo.

Entretanto, o limite disponível para contratação do crédito deve ser dentro da porcentagem máxima permitida, ou seja, até 40% do salário do aposentado ou pensionista.

Qual a documentação necessária para contratar o empréstimo?

Para contratar o empréstimo consignado INSS, os segurados devem apresentar os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • comprovante de residência atualizado;
  • comprovante de renda mais recente.

Quais as vantagens do empréstimo consignado INSS?

Uma das vantagens do consignado é a taxa de juros inferior às demais linhas oferecidas no mercado. Afinal, a taxa máxima de juros do empréstimo é de 1,80% ao mês e a dívida pode ser parcelada em 84 meses.

Como bloquear a contratação de empréstimo?

No aplicativo ou site Meu INSS há uma opção para que o beneficiário bloqueie a contratação de empréstimos consignados INSS. Portanto, veja como fazer:

  • Acesse o Meu INSS (pelo site https://meu.inss.gov.br ou aplicativo)
  • Faça login com CPF e senha
  • Na tela inicial, clique em “Ver mais”, embaixo do menu “Outros serviços”
  • Selecione a opção “Empréstimo (bloqueio/desbloqueio)”
  • Clique em “Avançar” e, na tela seguinte, novamente em “Avançar”
  • Informe seus dados pessoais e previdenciários
  • Na opção 2 (onde se lê “Marque a seguir a opção que deseja”), clique em “Bloqueio para empréstimo”
  • Ao término do processo, vá em “Avançar”

Cuidado com os golpes

Os golpes com aposentados e pensionistas acontecem quase sempre. Afinal, os criminosos entram em contato por telefone ou encaminham alguma mensagem no WhatsApp. Desatento, o beneficiário acaba caindo no roubo.

Portanto, o cuidado com mensagens de texto, no WhatsApp ou e-mail é essencial. Mas com as ligações telefônicas também. Não passe nenhum dado, porém, em caso de dúvida, entre em contato com o INSS.

5/5 - (3 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.