Deputada de SP entra com representação contra parlamentar por falas machistas

Delegado Olim afirmou que a parlamentar se reelegeria graças à importunação sexual sofrida em plenário em dezembro de 2020

0

O gabinete da deputada estadual por São Paulo Isa Penna (PCdoB) e também Renato Battista, ex-chefe de gabinete de Arthur do Val (União Brasil) e pré-candidato a uma vaga na Assembleia pelo União Brasil, entraram com uma representação contra o parlamentar Delegado Olim (PP) por conta de falas machistas.

Governo do DF diz que tornozeleira de Daniel Silveira está desligada há quase dez dias

As representações foram protocoladas nesta terça-feira (26) e são referentes a uma declaração do Delegado Olim na semana passada, quando ele afirmou, em uma entrevista ao podcast Inteligência Ltda, que a parlamentar se reelegeria graças à importunação sexual sofrida em plenário em dezembro de 2020.

Na ocasião, assim como publicou o Brasil123, câmeras da Assembleia gravaram o momento que o deputado Fernando Cury (União Brasil) se aproximou por trás de Isa e apalpou seu seio. “A Isa Penna que… sorte a dela. Ela vai se eleger por causa disso [do assédio que sofreu de Cury]. Sim, ela só fala nisso”, disse o deputado.

Por conta da fala, Isa Penna protocolou uma ação junto ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), pedindo sanções ao parlamentar por quebra de decoro.

De acordo com informações da “TV Globo”, o Conselho de Ética vai promover uma reunião com o intuito de decidir se vai ou não dar andamento na representação de Isa Penna, que além da cassação, pede o afastamento preventivo de Delegado Olim do Conselho. “Sua fala machista o deslegitima de pronto de exercer tal ocupação”, diz ela ao pedir o afastamento do parlamentar.

Deputada de SP entra com representação contra parlamentar por falas machistas
Delegado Olim afirmou que a parlamentar se reelegeria graças à importunação sexual sofrida em plenário em dezembro de 2020. (Foto: reprodução)

Além de protocolar na Alesp, a deputada também enviou a representação ao Ministério Público (MP), mas como uma notícia-crime, pedindo para que o órgão instaure investigação criminal contra o parlamentar.

O documento enviado por Renato Battista, por sua vez, foi enviado para a Mesa Diretora, devendo ser analisado pelo presidente da Alesp, Carlão Pignatari (PSDB). Delegado Olim tem ganhado destaque nas últimas semanas, pois foi ele o relator no caso de Arthur do Val. Na ocasião, ele recomendou a cassação do parlamentar, sendo acompanhado pelos outros integrantes do Conselho.

Leia também: Arma do ex-ministro da Educação dispara acidentalmente em aeroporto de Brasília e funcionária é ferida por estilhaços

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.