Criação de vagas de emprego nos EUA decepciona em dezembro

Após criar 249 mil vagas em novembro, economia norte-americana registra 199 mil novos postos de trabalho em dezembro

0

Os últimos meses de 2021 chegaram ao fim trazendo dados pouco expressivos para o mercado de trabalho norte-americano. Após registrar a criação de 249 mil novos postos de trabalho em novembro, os EUA fecharam dezembro com um valor ainda menor (199 mil vagas).

A saber, os dados de novembro foram revisados para cima. Isso porque os dados relatados inicialmente indicavam a criação de 210 mil postos de trabalho no penúltimo mês do ano.

Já em relação a dezembro, os números divulgados vieram muito abaixo das estimativas de analistas. Em suma, as projeções variaram de 150 mil a 1,1 milhão de novas vagas no mês. Assim, a estimativa média havia chegado a 400 mil postos de trabalho, dobro dos dados reais.

Vale destacar que a economia norte-americana ainda não recuperou cerca de 3,6 milhões de vagas perdidas com a pandemia da Covid-19. E os últimos resultados de 2021 indicam a desaceleração do mercado de trabalho dos EUA e a dificuldade em reverter esse cenário.

A propósito, o Departamento do Trabalho dos EUA divulgou os dados nesta sexta-feira (7). Estas informações sobre a criação de novos postos de trabalho excluem o setor agrícola.

Taxa de desemprego cai para 3,9%

De acordo com o Departamento do Trabalho, a taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu de 4,2% em novembro para 3,9% em dezembro. Embora tenha caído no mês, o número continua acima do nível pré-pandemia (3,5%), mas representa uma nova mínima desde março de 2020, quando houve a decretação da pandemia.

Mesmo com os EUA encerrando 2021 com uma forte desaceleração na criação de vagas, o ano ficará na história. Em suma, o país criou 6,4 milhões de empregos no ano passado, maior número desde o início dos registros em 1939.

A saber, a indústria norte-americana continua com um saldo bastante negativo, registrando a perda de 1,2 milhão de vagas em relação ao período pré-pandemia.

Leia Mais: Inflação na zona do euro bate novo recorde em dezembro

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.