Conheça as ações do Ibovespa com os maiores ganhos em 2021

Dez melhores papéis rendem 68,27% no ano, apesar do tombo de 11,93% do Ibovespa em 2021; Embraer e Braskem surpreendem

0

O Ibovespa encerrou dezembro com ganhos de 2,85%, resultado bastante positivo para o índice no segundo semestre. Até porque a última vez que o indicador conseguiu fechar um mês no azul foi em junho, ou seja, esse foi o único resultado positivo na segunda metade de 2021.

Aliás, isso explica o terrível resultado do Ibovespa em 2021. A saber, o principal índice acionário da Bolsa Brasileira fechou o ano com perdas acumuladas de 11,93%. Em resumo, essa foi a primeira queda anual desde 2015, quando o país enfrentava recessão. À época, o Ibovespa afundou 13,3% no acumulado anual.

Inclusive, até mesmo em 2020, com a pandemia da Covid-19, o índice conseguiu encerrar o ano com ganhos de 2,92%. No entanto, a crise sanitária, aliada a incontáveis problemas internos, afundaram o indicador em 2021. E o resultado só não ficou mais negativo graças aos ganhos acumulados em dezembro.

Embraer e Braskem surpreendem em 2021

Seja como for, os investidores não tiveram apenas dor de cabeça com o Ibovespa. Pelo contrário, muitos viram seus investimentos se valorizarem expressivamente. E quem apostou na Embraer se deu bem. Em suma, os papéis da fabricante de aeronaves acumularam ganhos fenomenais de 180,45% em 2021.

Um dos maiores pontos altos da Embraer no ano foi a fusão da sua subsidiária Eve. A empresa possui um projeto de táxi-aéreo elétrico, apresentado em 2018 e em desenvolvimento desde então. A empresa ainda se beneficiou do pós-pandemia, visto que o setor aéreo foi um dos mais afetados pela crise sanitária.

Outro grande destaque em 2021 ficou com a Braskem, que acumulou ganhos de 176,29% no ano. Em síntese, a petroquímica recebeu impulso do dólar valorizado e do crescimento das demandas nacional e internacional. Dessa forma, a empresa conseguiu apresentar resultados cada vez mais robustos, animando e conquistando mais investidores no decorrer do ano.

Veja outros papéis do Ibovespa que também dispararam

Vale destacar que oito dos dez papéis com os maiores ganhos em 2021 acabaram impulsionados pela valorização do dólar. Aliás, as outras ações podem se dividir em três grupos. O primeiro deles é composto por papéis de proteína animal: JBS ON (+75,74%) e Marfrig ON (+73,04%), terceiro e quarto maiores ganhos.

A saber, estas exportadoras de proteína animal se beneficiaram com o dólar e com o cenário atual nos Estados Unidos. Isso porque o mercado norte-americano está em um ciclo de alto valor da carne final, mas de baixo preço do boi gordo. Assim, as ações das exportadoras também tiveram um forte desempenho em 2021.

O segundo grupo traz os papéis relacionados às commodities de petróleo e gás. Nesse caso, destacaram-se: Petro Rio ON (+47,24%), Petrobras ON (+29,58%) e Petrobras PN (+22,70%), que ficaram em quinto, sétimo e décimo lugares, respectivamente.

Em resumo, o barril de petróleo começou o ano cotado abaixo de US$ 50. Contudo, o valor disparou e chegou a superar os US$ 85. Em dezembro, houve maior volatilidade dos valores devido à variante Ômicron, mas, ainda assim, os barris fecharam 2021 perto dos US$ 80.

Por fim, há o grupo das commodities metálicas e minerais: Gerdau PN (+24,79%) e Metalúrgica Gerdau PN (+23,18%), em oitavo e nono lugares. A valorização do dólar e a retomada econômica global impulsionaram a demanda por essa commodities, impulsionando os seus preços e ações.

Não há como esquecer a Méliuz, cujas ações ordinárias dispararam 29,66%, sexto melhor resultado do Ibovespa em 2021. Em suma, especialistas afirmam que empresas de diversos setores que utilizam bastante a tecnologia, como a Méliuz, terão ainda mais destaque nas bolsas globais.

Leia Mais: Contas do setor público podem voltar a ficar positivas após 7 anos

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.