Ciro Gomes é lançado oficialmente como candidato à presidência da República

Essa será a quarta vez que Ciro Gomes vai disputar as eleições como candidato à presidência da República

0

Ciro Gomes, ex-governador do Ceará, foi lançado oficialmente nesta quarta-feira (20) como candidato à presidência da República pelo PDT. O nome do político foi aprovado em uma convenção nacional em Brasília, no Distrito Federal.

O anúncio de Ciro Gomes foi feito no primeiro dia do período para realização das convenções partidárias, conforme o estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Essa será a quarta vez que Ciro Gomes vai disputar as eleições como candidato à presidência.

As outras tentativas foram em 1998, 2002 e 2018. O melhor desempenho dele, que jamais chegou em um segundo turno, foi 13 milhões de votos – o número foi registrado na última eleição, que foi vencida pelo atual presidente, Jair Bolsonaro (PL).

Hoje, segundo números apresentados pelo Instituto DataFolha, Ciro Gomes tem 8% das intenções de votos, estando atrás de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de Bolsonaro. Segundo as informações, Ciro Gomes adotará o discurso de que é a alternativa à polarização e “contra esse sistema”.

Nesta quarta, foi revelado que a campanha de Ciro Gomes terá como lema “vote em um e se livre dos dois”, uma clara alusão aos primeiros colocados nas pesquisas de intenções de votos: Lula e Bolsonaro que, segundo o ex-governador do Ceará, representam um “vazio de ideias”.

ciro gomes
Essa será a quarta vez que Ciro Gomes vai disputar as eleições como candidato à presidência da República. (Foto: reprodução)

As propostas de Ciro Gomes

Além de afirmar ser uma opção para acabar com a polarização, Ciro Gomes diz ser o nome ideal para colocar em prática ideias que ajudem a melhorar o Brasil. Dentre suas promessas estão:

  • Revogar o teto de gastos, chamado por ele de “ficção fraudulenta”;
  • Revisar o tripé macroeconômico (meta de inflação, câmbio flutuante e meta fiscal);
  • Rever a autonomia do Banco Central;
  • Criar um plano emergencial de pleno emprego para, segundo ele, “gerar 5 milhões de vagas nos dois primeiros anos de governo”;
  • Revisar a política de preços da Petrobras;
  • Implantar um programa de renda mínima universal;
  • Investir em escolas federais de tempo integral;
  • Criar um complexo industrial da saúde para a produção de medicamentos.

Além dos temas citados, Ciro Gomes também defende outras medidas, como a reforma tributária. De acordo com o político, seu governo irá regulamentar o imposto sobre grandes fortunas, com alíquota seria progressiva para patrimônios acima de R$ 20 milhões, por exemplo. O ex-governador também pretende implementar a redução “do conjunto de impostos sobre a renda a dois impostos gerais, o de pessoa física e o de pessoa jurídica”.

Leia também: Ciro Gomes diz que radicalização parte de Bolsonaro, mas Lula contribui para acirrar ânimos

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.