Casa Verde e Amarela: conheça as novas regras do programa habitacional

Governo elevou taxas de subsídios para facilitar aquisição da casa própria; regras começaram a valer no país neste mês

0

A população de baixa renda vem se beneficiando nos últimos tempos com o programa de financiamento habitacional Casa Verde e Amarela. A saber, o programa vem ajudando as pessoas a conquistarem a casa própria, disponibilizando taxas bastante especiais para os brasileiros.

Para facilitar ainda mais a aquisição de um imóvel, o governo federal alterou as normas do programa no final do mês passado. Em resumo, o governo elevou o subsídio para financiamento de imóveis do programa, com altas que variam entre 12,5% e 21,4% para as famílias de baixa renda do país.

Isso quer dizer que as taxas para conseguir a tão sonhada casa própria terão acréscimo variado do subsídio. A propósito, três critérios definem o aumento percentual praticado em cada caso: região, renda familiar e população do município.

Veja detalhes das novas regras do programa

Em suma, o programa habitacional tem o objetivo de ajudar principalmente aqueles que possuem rendas mais baixas. Assim, houve a separação em três grupos de famílias, de acordo com a renda:

  • Grupo 1 – Famílias com renda total de até R$ 2,4 mil;
  • Grupo 2 – Famílias com renda total entre R$ 2.401 e R$ 4 mil;
  • Grupo 3 – Famílias com renda total entre R$ 4.001 e R$ 7 mil.

Nesse caso, quanto menor a renda da família, menos juros ela terá que pagar. Aliás, a região a qual pertence a família também afetará na taxa. A saber, pessoas que vivem no Norte ou no Nordeste brasileiro terão acesso a juros ainda mais baixos que as pessoas de outras regiões.

Em síntese, estas famílias têm acesso a empréstimos de até R$ 50 mil para fazer reformas ou mudanças na casa onde moram. Contudo, esse valor só será disponibilizado para famílias que tenham alguma pessoa com deficiência (PcD) como membro.

A decisão entrou em vigor no início de junho e seguirá até 31 de dezembro deste ano.

Casa Verde e Amarela já entregou mais de 100 mil casas

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), o programa Casa Verde e Amarela já entregou mais de 100 mil unidades habitacionais entre janeiro e abril deste ano. Embora o número seja bastante expressivo, o governo espera que haja ainda mais contratações de unidades no decorrer deste ano, chegando a 400 mil.

Vale destacar que cerca de 350 mil famílias se beneficiaram do programa Casa Verde Amarela em 2021. Isso aconteceu através de financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

“A alteração no subsídio deve ser imediatamente implementada pelo principal agente financeiro, a Caixa Econômica Federal”, disse o MDR, que também garantiu que a medida “não implicará mudanças no orçamento de descontos aprovado pelo Conselho Curador do FGTS, correspondente a R$ 8,5 bilhões em 2022″.

Leia também: STF proíbe cobrança de Imposto de Renda sobre pensão alimentícia

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.