CALENDÁRIO DO AUXÍLIO BRASIL de junho; confira a programação dos pagamentos

Confira as datas dos novos repasses do programa social

0

O calendário do Auxílio Brasil para o mês de julho já foi divulgado. Esta será a nona rodada do programa social que substitui o Bolsa Família desde novembro de 2021, com o valor mínimo de R$ 400 garantido a todos os beneficiários e com a possibilidade de vir com o novo valor de R$ 600.

Veja mais detalhes a seguir.

CALENDÁRIO DO AUXÍLIO BRASIL de junho; confira a programação dos pagamentos
Imagem: Montagem Brasil 123

Calendário do Auxílio Brasil de junho

Acompanhe a programação dos pagamentos:

Inscritos NIS

Pagamento
NIS de final 1

18 de julho

NIS de final 2

19 de julho

NIS de final 3

20 de julho

NIS de final 4

21 de julho

NIS de final 5

22 de julho

NIS de final 6

25 de julho

NIS de final 7

26 de julho

NIS de final 8

27 de julho

NIS de final 9

28 de julho

NIS de final 0

29 de julho

Quem tem direito ao benefício?

Para se tornar elegível, o cidadão deve atender os seguintes requisitos:

  • Ser de família em situação de extrema pobreza, com renda familiar mensal por pessoa de até R$ 105,00;
  • Ser de família em situação de pobreza, desde que tenham, entre os seus membros, gestantes ou pessoas menores de 21 anos, com renda familiar mensal por pessoa entre R$ 105,01 e R$ 210,00.
  • Ser de família que tenha membro que resida na mesma casa, que seja inscrito no Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Ter inscrição no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • Ser selecionado pelo Ministério da Cidadania.

Uma vez concedido o ingresso no Auxílio Brasil, os beneficiários devem atender as seguintes condicionalidades para manter o enquadramento no programa:

  • Realizar o pré-natal;
  • Acompanhar do calendário nacional de vacinação;
  • Acompanhar o estado nutricional;
  • Frequência escolar mínima estabelecida em regulamento;
  • Matrícula em estabelecimento de ensino regular para jovens entre 18 a 21 anos.

Aumento do Auxílio Brasil para R$ 600

O Plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (30), a proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui estado de emergência até o final do ano para ampliar o pagamento de benefícios sociais (PEC 1/2022). Agora, ela segue para a Câmara dos Deputados.

A PEC prevê R$ 41,25 bilhões até o fim do ano para expansão do Auxílio Brasil e do Vale Gás de cozinha; para a criação de auxílios aos caminhoneiros e taxistas; para financiar a gratuidade de transporte coletivo para idosos; para compensar os estados que concederem créditos tributários para o etanol; e para reforçar o programa Alimenta Brasil.

Veja ainda: Restituição Imposto de Renda: Mudei de conta bancária, como receber? Descubra aqui

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.