Caixa Tem: empréstimo pode chegar até R$ 4,5 mil; saiba mais

Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1107/22, que trata da ampliação do microcrédito, mas texto ainda vai ser votado no Senado Federal

0

Os brasileiros que buscam empréstimos para começar a empreender ou impulsionar o seu negócio têm muito a comemorar. Isso porque a Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1107/22, que trata da ampliação do microcrédito através do Caixa Tem.

Em resumo, o crédito se destina a pessoas que tenham o objetivo de empreender. Na verdade, a Caixa Econômica Federal vem tentando ajudar os pequenos empreendedores do país a se manterem firmes. Por isso, lançou no final de março deste ano o Programa de Simplificação de Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital).

Embora a aprovação do texto na Câmara seja um grande passo, a MP ainda está em apreciação no Senado Federal. O projeto também passará por votação na Casa Legislativa e, em caso de aprovação, seguirá para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Veja como funciona o auxílio Criança Cidadã

Veja os novos valores do crédito do Caixa Tem

Atualmente, os valores máximos disponibilizados pelo Caixa Tem variam de R$ 1 mil, para o empreendedor pessoa física, a R$ 3 mil, para o micro empreendedor individual (MEI). A taxa de juros varia entre 1,95% e 3,60% ao mês, a depender da modalidade.

Com a aprovação da MP 1107/22, o novo microcrédito do Caixa Tem será de até R$ 1,5 mil para pessoas físicas e de até R$ 4,5 mil para MEIs. No entanto, vale destacar que os novos valores ainda não estão em vigor, uma vez que o projeto ainda passará por apreciação do Senado Federal.

Saiba quem pode solicitar o empréstimo

Em suma, o crédito tem o objetivo de impulsionar o negócio formal ou informal do empreendedor. Por isso, os interessados em contratar o empréstimo precisam informar o que pretendem fazer com o crédito.

Além disso, os empreendedores também precisam atender outros requisitos para conseguir a aprovação do crédito. Veja abaixo quais são:

  • Não possuir débitos maiores que R$ 3 mil com bancos ou financeiras até 31 de dezembro deste ano;
  • MEI precisar ter, no mínimo, 12 meses de atividade;
  • MEI deve apresentar documentos pessoais e da empresa;
  • Solicitantes do Auxílio Brasil devem informar a ocupação e o rendimento, mesmo que estejam desempregados.

Leia também: Presidente do BC diz que ‘pior momento’ da inflação no país já passou

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.