‘Bolsonaro, te odeio’, dispara Luísa Sonza

2

Luíza Sonza, artista e ex de Whindersson Nunes, disparou em suas redes sociais que odeia o presidente. A mesma está contestando as ações que Bolsonaro está tendo durante a pandemia.

Ela lamenta a quantidade elevada de mortes que ocorreram no país durante a pandemia que desencadeou em mais de 420 mil mortes. Ao todo, 35.327.845 pessoas receberam ao menos uma dose do imunizante, o que corresponde a 16,68% da população brasileira. 

“O descaso e a ineficiência do governo no combate à pandemia são motivos mais do que suficientes para um pedido de impeachment, mas não os únicos. Muitas das ações antirrepublicanas do atual mandatário também devem ser levadas em consideração. A atual condução da política econômica, por exemplo, tem levado milhões de pessoas em estado de vulnerabilidade a buscar formas de sobrevivência nas ruas, sendo expostas à pandemia de forma cruel”.

CPI da Covid-19 e Bolsonaro

O presidente e toda a escala federal está sendo investigada por possíveis omissões em relação á pandemia. A CPI deve interrogar o atual ministro da Saúde, Queiroga, mais de uma vez para encontrar possíveis contradições de discurso. 

Pazuello, ministro da Saúde antes de Queiroga, está fazendo pedidos de habeas corpus para que não tenha que depor na CPI. Inicialmente, ele afirmou que não poderia comparecer no depoimento porque estava com a Covid-19. 

Randolfe, que é o presidente da CPI, pediu para que Pazuello entregasse o atestado médico que comprovasse a doença e que somente assim seria levado em consideração o que disse. 

O intuito da CPI é investigar Bolsonaro e a todos os ministros que estiveram em contato com ele durante o governo. 

Hoje (10), o presidente reforçou a ideia de que estaria elaborando alguns projetos sociais para auxiliar a população mais carente e melhorar a reputação do governo. A rejeição aumentou, de acordo com o Ipespe, cerca de 58% em zonas periféricas. Somente em março, mais de 1 milhão de pessoas entraram para as zonas de pobreza. 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.