Bolsonaro acena para isenção de pedágio para motos em rodovias

1

Nesta segunda-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a possibilidade de praticar a isenção de pedágios para os motociclistas. Várias medidas já foram adotadas pelo governo com o intuito de ajudar a população durante a crise da Covid-19, como é o caso da isenção sobre o diesel que deve terminar em maio deste ano. 

Outro ponto abordado nesta manhã é que o governo está com o intuito de realizar novos fortalecimentos nos programas sociais. Deve lançar um novo benefício para as populações mais carentes e que é bastante semelhante ao Bolsa Família

Em outubro deve haver um novo aumento do benefício que irá sair da média de R$ 192 para R$ 250 no BF. Jair disse em frente ao Palácio da Alvorada, quando abordou sobre ele, que apesar de saber que é muito pouco, é o que pode fazer pelo Brasil no atual momento. 

Bolsonaro argumentou que está esperando com que os contratos terminem, já que não podem ser cancelados, e depois irá colocar as ideias em prática. 

“Tem contratos antigos que eu não posso passar por cima. Já acertei com Tarcísio para ele botar nas futuras concessões e a gente tirar as motos fora [da cobrança dos pedágios]”, disse o presidente.

Além disso, novamente mandou indiretas sobre uma tentativa de isentar outra vez os impostos do diesel já que o último acordo estaria chegando ao fim. Com a entrada do militar sugerido pelo presidente para comandar a Petrobras, os preços tiveram uma diminuição de 2%. 

Bolsonaro argumentou em entrevista que deve diminuir ainda mais já que os combustíveis se baseiam no valor do dólar que antes estava em R$ 5,70 e passou a custar na faixa de R$ 5,23, um dos valores mais baixos nos últimos meses. 

“Queriam trocar o taxímetro, nós cancelamos isso aí. Queriam trocar os tacógrafos de todos os caminhões do Brasil, também acabei com isso daí”.

O que mais foi informado pelo Bolsonaro nesta segunda?

Outro ponto abordado pelo presidente Bolsonaro foi sobre o fim dos investimentos para as ONGs que apoiam o Movimento dos Sem Terra visto que a propriedade privada é sagrada e que essas pessoas não possuem o direito de dominar. 

 

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.