AUXÍLIO BRASIL: Quem consegue EMPREGO perde o benefício? Veja aqui

Confira as regras do programa social

0

Um dos grandes impasses em relação ao Programa Auxílio Brasil diz respeito à situação na qual um beneficiário consegue um emprego com carteira assinada.

A dúvida é: afinal, neste cenário, o cidadão pode perder o pagamento?

De acordo com o Governo Federal, o repasse do programa social não é interrompido, desde de que algumas condições sejam atendidas.

Continue a leitura para entender os detalhes.

AUXÍLIO BRASIL: Quem consegue EMPREGO perde o benefício? Veja aqui
Imagem: Montagem Brasil 123

Posso seguir no Auxílio Brasil se conseguir um emprego?

Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que a manutenção do benefício tem um período determinado. Isto é, o mesmo continua por um período de 2 anos.

No entanto, isso vai depender do salário que o cidadão venha a ganhar.

Isso porque os beneficiários do Auxílio Brasil podem receber o benefício por um período de até dois anos desde que a renda familiar por indivíduo não seja maior do que os critérios adotados no programa.

Em outras palavras, o benefício é mantido desde que a renda familiar mensal por pessoa não supere o valor de R$ 525, o que representa duas vezes e meia o valor que limita a linha da pobreza (R$ 210).

Vamos detalhar um pouco mais. Imagine um chefe de uma família de quatro pessoas, que consegue um trabalho para receber um salário mínimo (atualmente no valor de R$ 1.212).

Dessa forma, a renda média da família por pessoa será de R$ 303 (basta pegar o valor de R$ 1.212 e dividir pelos 4 integrantes da família).

Então, como está abaixo de R$ 525, a família pode ficar por dois anos ainda recebendo o Auxílio Brasil.

Veja ainda: SAIU! Calendário do AUXÍLIO BRASIL DE R$ 600 foi ANTECIPADO! Veja quando começa

Nova rodada está em andamento

Para que você fique atualizado, cabe mencionar que a Caixa Econômica Federal segue com o calendário da nona rodada do Auxílio Brasil em execução, e nesta segunda-feira (25), é a vez dos beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) de dígito final 6.

Em julho, o total de famílias contempladas com o programa social chega a 18,13 milhões e segue mantido o valor mínimo de R$ 400.

  • NIS de final 1 – 18 de julho;
  • NIS de final 2 – 19 de julho;
  • NIS de final 3 – 20 de julho;
  • NIS de final 4 – 21 de julho;
  • NIS de final 5 – 22 de julho;
  • NIS de final 6 – 25 de julho;
  • NIS de final 7 – 26 de julho;
  • NIS de final 8 – 27 de julho;
  • NIS de final 9 – 28 de julho;
  • NIS de final 0 – 29 de julho.

Leia ainda: AUXÍLIO TAXISTA terá 2 PARCELAS com pagamento no dia 16 DE AGOSTO; veja detalhes

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.