61% dos brasileiros dizem que a corrupção no Brasil deve piorar

0

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta quarta-feira, 22, mostra que 61% dos cidadãos brasileiros acreditam que a tendência da corrupção no país é só piorar. Apenas 11% se mantêm otimistas, enquanto 25% não esperam nenhuma mudança e 3% não têm nenhum posicionamento.

 

61% dos brasileiros dizem que a corrupção no Brasil deve piorar
61% dos brasileiros dizem que a corrupção no Brasil deve piorar.
(Foto: Agência Brasil).

 

Ao todo, foram ouvidos 3.667 brasileiros entre 13 a 15 de setembro. A pesquisa foi realizada em 190 municípios por todo o país. É importante considerar que a margem de erro é de dois pontos percentuais, tanto para mais quanto para menos, junto a um nível de confiança de 95%. Veja a comparação dos dados atuais com uma pesquisa realizada em 2019:

  • 61% acham que a corrupção vai aumentar (eram 56% em dezembro de 2020 e 40% em abril de 2019);
  • 24% acham que a corrupção vai ficar como está (eram 27% em dezembro de 2020 e 21% em abril de 2019);
  • 11% acham que a corrupção vai diminuir (eram 14% em dezembro de 2020 e 35% em abril de 2019);

Observa-se um nítido aumento na quantidade de pessoas que acreditam que a tendência da corrupção no Brasil é só piorar. Embora o apanhado feito em 2019 também não tenha sido positivo, apresentava um patamar um pouco melhor que o atual. Na época, 56% acreditavam na piora do cenário contra 13% que estavam otimistas. 

De acordo com o Instituto Datafolha, o pessimismo relacionado à corrupção no Brasil é ainda maior em mulheres com idade entre 16 a 24 anos e demais pessoas com nível de escolaridade fundamental. Ao analisar as respostas por região, nota-se que no Nordeste, 65% têm o mesmo posicionamento, e no Sul o percentual identificado é de 59%. 

Entre 70% dos eleitores declarados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pré-candidato às eleições de 2022, a corrupção deve piorar daqui para frente. Se tratando dos eleitores de Bolsonaro, a resposta fica entre 38% a 40%. As variações dependem do cenário pesquisado. 

Impeachment de Bolsonaro

O posicionamento instável de Bolsonaro desde o início do mandato não é bem visto por muitos brasileiros. A oposição declara piorou ainda mais e, até mesmo aqueles que acreditaram nas promessas de campanha estão começando a se posicionar contra o presidente. 

A situação se agravou ainda mais após os ataques de Bolsonaro nas manifestações de 7 de setembro, ocasião na qual proferiu uma série de ataques a líderes partidários. As críticas do presidente tiveram repercussão e impactos internacionais, embora ele pareça não reconhecer claramente os efeitos de suas falas.

Diante da insatisfação em massa, 56% da população é a favor do impeachment de Bolsonaro. A oscilação da margem de erro diante da pesquisa anterior realizada pelo Datafolha é de dois pontos percentuais, sendo que antes o índice registrado foi de 54%. Naquele instante foi possível constatar a tendência mostrada pela pesquisa feita em maio. 

A primeira vez em que o instituto fez este questionamento aos brasileiros foi no mês de abril do ano passado, época em que o apoio ao impeachment era de 46% a 49%. Agora, houve uma estabilidade mediante as pessoas contrárias à medida 41% contra 42% na rodada anterior. Ressaltando que 3% não souberam opinar sobre o tema.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.