5 benefícios da erva-de-santa-maria

Conheça agora a erva-de-santa-maria, uma planta com excelentes benefícios para a saúde

0

O que é a erva-de-santa-maria? Para que ela serve? Como se faz o chá de erva-de-santa-maria? Estas são as perguntas que pretendemos responder com este artigo. Afinal, muitas pessoas conhecem, mas não sabem os benefícios. Confira aqui no Brasil 123.

A erva-de-santa-maria tem o nome científico de Chenopodium Ambrosioides, é também chamada de mastruz ou chá mexicano. É um arbusto de porte pequeno, com folhas alongadas, de diferentes tamanhos e flores pequenas e brancas. Cresce de forma espontânea nos arredores das casas.

A erva-de-santa-maria pode ser comprada em lojas de produtos naturais, na forma in natura, folhas secas ou óleo essencial.

Devido a sua alta toxicidade, quando usada em grandes quantidades ou por um grande tempo, deve ser utilizada sob recomendação médica ou sob supervisão de um fitoterapeuta.

Como fazer o chá de erva-de-santa-maria?

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas secas de erva-de-santa-maria
  • 1 xícara de água fervendo

Modo de preparo:

Para preparar o chá de erva-de-santa-maria, coloque as folhas secas de erva-de-santa-maria em uma xícara de água fervendo, tampe e deixe em infusão por 10 minutos.

Coe e beba em seguida.

Recomenda-se tomar ½ ou 1 xícara de chá de manhã, por um período de 3 dias.

Quais são os benefícios da erva-de-santa-maria?

Os benefícios da erva-de-santa-maria estão ainda sendo testados em pessoas humanas, mas estudos revelam que os benefícios são:

Elimina vermes intestinais

É o uso mais popular da erva-de-santa-maria, pois a planta tem ação contra diferentes vermes intestinais, principalmente a lombriga e a tênia anã.

A ação vermífuga é devido à presença do ascaridol, presente em medicações como o Albendazol.

Fortalece o sistema imunológico

O extrato da erva-de-santa-maria é capaz de regular a produção de macrófagos e linfócitos, que atuam no aumento do sistema imunológico.

De acordo com investigações feitas em animais, o uso do extrato de mastruz parece ser capaz de regular a produção de algumas células importantes para a defesa do organismo, como os macrófagos e os linfócitos, fortalecendo o sistema imune.

Ajuda a combater infecções bacterianas, virais e fúngicas

O uso de extrato de erva-de-santa-maria, ou o óleo essencial, possui ação antimicrobiana, que elimina várias espécies de bactérias, vírus e fungos.

Misturando as folhas da erva-de-santa-maria com leite, ajuda no tratamento de doenças respiratórias como bronquite e tuberculose, devido às ações de aumentar o sistema imunológico e expectorante da erva.

Chá de erva-santa-maria - Reprodução AdobeStock
Chá de erva-santa-maria – Reprodução AdobeStock

Ajuda a diminuir inflamações

Outro efeito benéfico da erva-de-santa-maria, é o alívio da dor de inflamações, principalmente em problemas de articulações. Como osteoartrite, artrites reumatóides, osteoporose, entre outras. A ação analgésica da erva certifica-se pelo uso de extrato da planta, que atua diretamente nos receptores NMDA.

Melhora a digestão

Apesar de estar ainda em estudo em humanos, a erva-de-santa-maria auxilia na produção do suco gástrico. Assim, melhora a digestão.

Então, agora que você já sabe como usar a erva-de-santa-maria, tome o chá com moderação, tendo em vista as ressalvas apontadas no artigo. Estudos indicam que a toxicidade da planta é mais presente no uso do óleo essencial. 

Por fim, se os sintomas não passarem em 3 dias, procure orientação médica.

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.