Veja qual Estado começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 neste mês

Confira as últimas informações sobre o benefício

0

No dia 14 de outubro ocorrerá o início dos pagamentos de um auxílio emergencial de R$ 600. Tal benefício será concedido pelo Governo de Minas Gerais, para as famílias em situação de extrema pobreza no estado.

O anúncio foi feito pelo governador Romeu Zema no início desta semana, durante coletiva para a imprensa, em Belo Horizonte.

“Estamos anunciando talvez aquele que seja o maior benefício já pago em toda a história do estado, são R$ 650 milhões. Sabemos como a pandemia afetou diversos setores produtivos, prejudicando negócios e gerando perda de renda e desemprego. Desde o início da pandemia, foi nossa preocupação tomarmos medidas paliativas. Adotamos o Bolsa Merenda, o Renda Minas, conseguimos junto com a iniciativa privada a distribuição de mais de 145 mil cestas básicas, principalmente nas regiões com o menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do estado”, afirmou Zema.

Para bancar a ajuda, será aplicado um montante de R$ 650 milhões na medida assistencial.

Veja qual Estado começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 neste mês
Veja qual Estado começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 neste mês – Foto: Reprodução

Quem pode receber o auxílio emergencial mineiro?

O benefício é voltado para as famílias que já estavam inscritas no Cadastro Único em 22 de maio de 2021. Esse será o requisito e o filtro para conceder o auxílio, ou seja, não será preciso realizar nenhum cadastro para ter a concessão do valor.

Estima-se que serão alcançadas cerca de 1 milhão de famílias, com renda per capita de até R$ 89, conforme base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais.

Pagamento

O valor do auxílio emergencial mineiro será repassado em parcela única, por meio de conta poupança digital da Caixa Econômica Federal, no aplicativo Caixa Tem.

Caso o beneficiário ainda não tenha a referida conta, será aberta uma de forma automática e gratuita, onde será depositado o valor.

A partir de então, o cidadão pode movimentar o auxílio pelo aplicativo, e se não tiver acesso à tecnologia, poderá se dirigir à uma agência da Caixa ou Casa Lotérica, portando o seu documento oficial com foto, para realizar o saque do benefício.

A saber, as datas de pagamento já estão definidas, e ficam divididas em dois grupos. O primeiro deles inclui as famílias que não têm o benefício do programa Bolsa Família e as famílias constituídas por mães solteiras e seus filhos. O segundo segue o calendário para as famílias que não se enquadram no grupo prioritário.

Mês de aniversário do Responsável Familiar

Data de Pagamento

janeiro e fevereiro

14 de outubro
março e abril

15 de outubro

maio e junho

18 de outubro
julho e agosto

19 de outubro

setembro e outubro

20 de outubro
novembro e dezembro

21 de outubro

Calendário de pagamento para as demais famílias:

Mês de aniversário do Responsável Familiar

Data de Pagamento

janeiro e fevereiro

22 de outubro
março e abril

25 de outubro

maio e junho

26 de outubro
julho e agosto

27 de outubro

setembro e outubro

28 de outubro
novembro e dezembro

29 de outubro

Confira também: Cadastro Único: Pessoas sem vínculo familiar podem se cadastrar; entenda

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.