Uber encerra segundo trimestre com lucro líquido de US$ 1,14 bilhão

Companhia reverte prejuízo de US$ 108 milhões registrado no trimestre anterior; receita salta 105% na comparação anual, para R$ 3,93 bilhões

0

A Uber fechou o segundo trimestre de 2021 com um lucro líquido de US$ 1,14 bilhão. Dessa forma, reverteu o prejuízo de US$ 1,77 bilhão registrado no mesmo período de 2020. Aliás, a companhia também reverteu o prejuízo de US$ 108 milhões observado nos três primeiros meses deste ano.

Desde que abriu o seu capital, há dois anos, a Uber não havia conseguido encerrar qualquer trimestre com saldo positivo. Por isso, o resultado já foi comemorado por conseguir alcançar um feito inédito. No entanto, os investidores não ficaram muito animados, pois seguiram de olho nos dados operacionais, que continuam no vermelho.

De acordo com a Uber, o lucro registrado no trimestre recebeu forte impulso de ganhos financeiros. Nesse caso, o destaque ficou com o serviços de entrega, cuja receita saltou 122% no comparativo anual, totalizando US$ 1,96 bilhão. Ao mesmo tempo, a receita de mobilidade disparou 106%, para US$ 1,62 bilhão.

“Nossa plataforma está ficando mais forte a cada trimestre, com consumidores que se envolvem com [os serviços de] mobilidade e entrega, agora, gerando quase metade do total de reservas brutas da nossa empresa”, ressaltou o presidente da Uber, Dara Khosrowshahi.

Resultados da Uber não empolgam os investidores

O lucro bilionário pode até representar um ótimo resultado para muita gente, mas não para os investidores da empresa. Em resumo, a Uber possui participação no grupo chinês Didi, dono da 99, e na Aurora, startup de tecnologia para veículos autônomos. E estas empresas encerraram o trimestre com ganhos financeiros de US$ 1,4 bilhão e US$ 471 milhões, respectivamente.

Isso quer dizer que o lucro expressivo da Uber veio, na verdade, destas empresas. Já o número que realmente importa para os operadores é o Ebitda, que representa os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização. Nesse caso, o Ebitda ficou negativo em US$ 509 milhões.

Vale destacar que a Uber foi fundada em 2009 e nunca teve lucro, ou seja, nunca encerrou um trimestre com o Ebitda no azul. Apesar dos resultados negativos, o indicador apresentou um rombo menos expressivo que o registrado no mesmo trimestre de 2020, de US$ 837 milhões. Isso indica que a companhia está melhorando seus resultados.

Por fim, as reservas brutas da Uber saltaram 114% no comparativo anual, para US$ 21,9 bilhões. Estas reservas representam o valor total dos serviços facilitados através da plataforma da companhia. Do montante registrado, US$ 12,9 bilhões provêm de serviços de entrega e US$ 8,6 do serviço de mobilidade.

Leia Mais: Banco do Brasil registra lucro líquido de R$ 5,039 bilhões no segundo trimestre

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.