Taxa de desemprego na zona do euro cai para 7,2% em novembro

Apesar de leve, recuo indica recuperação econômica local; taxa de desemprego na União Europeia fica em 6,5% no mês

0

A zona do euro registrou queda de 0,1 ponto percentual na taxa de desemprego em novembro de 2021, assim como ocorreu nos dois meses anteriores. Com isso, a taxa passou de 7,3% para 7,2% na comparação mensal e ficou bem abaixo dos 8,1% registrados em novembro de 2020. A saber, a variação veio em linha com as projeções de analistas.

De acordo com estimativas do Eurostat, instituto de estatísticas europeu, 11,829 milhões de pessoas estavam desempregadas em novembro na zona do euro. Na comparação com outubro, houve uma redução de 222 mil pessoas sem emprego na zona. Já em relação a novembro de 2020, o Eurostat estima que havia 13,984 milhões de desempregados na região.

Vale destacar que os decréscimos registrados pela taxa de desemprego se devem à recuperação econômica da região. No entanto, o aumento de casos de Covid-19, impulsionados pela variante Ômicron, podem colocar essa retomada em risco devido ao aumento das restrições nos países europeus. A propósito, o Eurostat divulgou os dados na última quinta-feira (2).

Desemprego também recua na União Europeia

Além disso, o Eurostat também divulgou dados do desemprego na União Europeia (UE). Em resumo, a taxa no bloco caiu de 6,7% em outubro para 6,5% em novembro. Com isso, a UE encerrou o penúltimo mês de 2021 com 13,984 milhões de desempregados.

Vale destacar que, na comparação com novembro de 2020, houve uma redução de 247 mil pessoas desempregadas na UE. Ao considerar os 12 meses encerrados em novembro, 1,659 milhão de pessoas saíram da fila do desemprego no bloco econômico europeu.

O Eurostat revelou que as taxas mais elevadas de desemprego em novembro vieram da Espanha (14,1%), Grécia (13,4%) e Itália (9,2%). Por outro lado, as menores taxas foram registradas na República Tcheca (2,2%), Países Baixos (2,7%) e Alemanha (3,2%).

A zona do euro é formada atualmente por 19 países do continente europeu: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda e Portugal.

Leia Mais: Mercado reduz projeção de crescimento do PIB para 0,28% em 2022

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.