STJ decide e Gordão, um dos líderes do PCC, deixa a prisão 

Gordão foi solto apos a decisão de um ministro do STJ, que entendeu que existiu um excesso de tempo na prisão preventiva do criminoso

0

O traficante Fábio Dias dos Santos, de 35 anos, mais conhecido como Gordão, pôde sair da cadeia graças a uma decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com as informações, o criminoso é um dos principais líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo.

Apesar de a decisão ter sido revelada na quarta-feira (01), o acusado deixou a Penitenciária Maurício Henrique Guimarães Pereira, a P2, em Presidente Venceslau, em São Paulo, na última sexta-feira (26).

Gordão estava preso desde julho de 2017. A captura do criminoso, que tinha mandados de prisão em seu desfavor em 52 países, foi efetuada na cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo.

Conforme as investigações, o criminoso fazia parte de uma organização investigada desde 2013. Esse bando, segundo a Polícia Federal (PF), era especializado em mandar drogas para a Europa via Porto de Santos.

Na decisão do STJ em conceder a liberdade do criminoso, os ministros, de forma unânime, entenderam que houve excesso de prazo da prisão preventiva, visto que não exista nenhuma sentença condenatória definitiva. Por conta deste pensamento da corte, foi decidido que Gordão tem o direito de aguardar seu julgamento em liberdade.

Durante a votação para decidir sobre a soltura, o relator da ação, o ministro Rogérgio Schietti Cruz, afirmou que “caberia ao Tribunal de origem demonstrar, ainda que minimamente, as razões pelas quais a prova juntada aos autos pela defesa teria caráter manifestamente protelatório ou meramente tumultuário, o que, contudo, não ocorreu”.

Gordão foi solto apos a decisão de um ministro do STJ, que entendeu que existiu um excesso de tempo na prisão preventiva do criminoso.
Gordão foi solto apos a decisão de um ministro do STJ, que entendeu que existiu um excesso de tempo na prisão preventiva do criminoso. (Foto: reprodução)

Gordão pode nunca voltar para a cadeia

A soltura do criminoso ascende um sinal de alerta, afirmam especialistas. Isso porque Gordão era um dos comparsas de André do Rap, considerado o principal líder do grupo que envia drogas para a Europa via Porto de Santos.

André do Rap foi solto da cadeia no ano passado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), após uma decisão do ministro aposentado Marco Aurélio Souza. Alguns dias depois, foi emitido um novo mandado de prisão, mas, já era tarde, o criminoso fugiu e nunca mais foi encontrado.

Leia também: Homem cai em golpe do ‘falso encontro’ e é sequestrado em SP 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.