Servidores públicos tiveram menos queda na renda em novembro, diz Ipea

Servidores públicos com assinatura na carteira representam o grupo que registrou a menor queda de renda em novembro deste ano

0

A pandemia não atingiu todo mundo da mesma forma. De acordo com uma pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), os servidores públicos com assinatura na carteira tiveram menos queda na renda do que outros grupos.

De acordo com os dados do Ipea, esse grupo recebeu, em média, 98,4% da renda que normalmente recebem. Os dados em questão são do mês de novembro. Isso significa dizer que boa parte desses trabalhadores não chegou a registrar qualquer tipo de redução de renda.

Do outro extremo desta lógica estão os trabalhadores informais. Ainda de acordo com o Ipea, esse grupo recebeu 85,4% da renda que normalmente recebem em novembro. Essas pessoas vivem quase sem segurança de renda.

Quando se fala em informais, o Ipea está se referindo aos empregados que trabalham por conta própria. Aqui podemos citar, por exemplo, o vendedor de água, de doces ou balas. Essas pessoas sofreram mais com os fechamentos dos serviços.

Considerando o grupo de todos os trabalhadores formais, a renda média de novembro foi de 96,9%. Aqui se incluem não só os servidores públicos, como também os trabalhadores de empresas privadas mas que tenham uma assinatura na carteira.

Além dos servidores

Os números dos informais poderiam ser piores se não existisse o Auxílio Emergencial. É que esse dinheiro acabou ajudando muitos informais no ano de 2020. Por isso, muitos deles ainda conseguiram juntar esse dinheiro com a renda.

Mas vale lembrar que em novembro, mês da pesquisa, já pega o período em que muita gente deixou de receber o benefício. Isso porque nos últimos três meses o governo passou a pagar o Auxílio residual de R$300. Além disso, o número de pessoas que recebia o benefício caiu.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.