Saúde mental: Ajuda psicológica está cada vez mais acessível no país

Há vários centros de estudos, universidades e projetos voluntários que oferecem esse tipo de atendimento de forma gratuita

0

Em um país considerado como um dos mais afetados na saúde mental, inclusive, o que possui o maior índice de pessoas com transtornos de ansiedade em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), garantir meios de tratamentos acessíveis sem dúvidas, é uma ação não só necessária, como um dever dos órgãos públicos.

Apesar de o Sistema Único de Saúde (SUS) oferecer atendimento psicológico através do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), a demanda acaba sendo cada vez mais recorrente, inclusive, em muitos casos, o tempo de espera pode interferir diretamente no tratamento da doença mental, levando até ao agravamento e desencadeamento de outros males.

Para que esses pacientes não dependam apena do SUS, muitas organizações privadas, estaduais, federais e até projetos voluntários vêm oferecendo novas alternativas de atendimento, que compreendem desde valores mais acessíveis até gratuitos, inclusive, a internet está sendo uma grande facilitadora deste processo.

Leia também: Planterapia: Cultivo de plantas em casa cresce durante a Pandemia

Locais que oferecem atendimento psicológico mais acessível

Os transtornos mentais são a terceira causa de longos afastamentos do trabalho por doença, além disso, um estudo do Fórum Econômico Mundial prevê que sejam gastos até 6 trilhões de dólares com esses transtornos em todo mundo.

Com mais de 1 bilhão de pessoas no planeta sofrendo de alguma doença de ordem mental, tornar o atendimento psicológico mais acessível, vem sendo o grande objetivo dessas organizações, que inclusive, apontam a Pandemia como grande agravador deste infeliz índice.

Em São Paulo, os atendimentos gratuitos ou de baixo custo podem ser feitos online ou presencial através das seguintes instituições:

  • Clínica Social Casa 1
  • Zenklub
  • SINPESP (Sindicato dos Psicanalistas do Estado de São Paulo)
  • ABPS (Associação Brasileira de Psicodrama)
  • Instituto de Psicologia da USP
  • Clínica Psicológica “Ana Maria Poppovic” na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)
  • Clínica Psicológica da Universidade Guarulhos
  • Abrape (Associação Brasileira de Psicólogos Espiritas)

Consultas onlines

Algumas dessas instituições citadas acima oferecem atendimento exclusivo online. Com o cenário pandêmico e a aprovação da Resolução nº 11/2018 do CFP (Conselho Federal de Psicologia), a qual permite que todos os psicólogos cadastrados junto ao e-Psi estão autorizados a realizar o atendimento neste formato, o número de pessoas que vêm garantindo um tratamento eficiente, mesmo estando em casa, aumentou potencialmente.

Este tipo de atendimento é indicado principalmente para realizações de psicoterapia, um trabalho de autoconhecimento, que ajuda o paciente a entender os próprios sentimentos, sensações e emoções.

Durante a psicoterapia, vários transtornos acabam sendo amenizados como a ansiedade, depressão e outras condições que alteram o comportamento e qualidade de vida do indivíduo.

Apesar disso, vale ressaltar, que o atendimento psicológico online não é recomendado para transtornos mentais graves, bem como pessoas ou grupos em situação de urgência. Neste caso, as sessões devem ser presenciais.

Veja mais: Musicoterapia: Atividade complementar vem sendo usada no tratamento de doenças degenerativas

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.