Saiba o que acontece com quem não envia a declaração do Imposto de Renda

Contribuinte que não entregar o documento pagará multa, que varia de R$ 165,74 a 20% do imposto devido; quase 10 milhões ainda não enviaram a declaração

0

Os contribuintes do país que ainda não enviaram a declaração do Imposto de Renda 2022 precisam correr contra o tempo. O prazo para a entrega do documento chega ao fim em 31 de maio, ou seja, as pessoas têm apenas 11 dias para se livrarem de uma multa.

De acordo com a Receita Federal, 24.292.212 declarações já foram entregues. Isso representa cerca de 70% do total esperado (34,1 milhões). Em outras palavras, três em cada dez contribuintes ainda não enviaram o documento e correm risco de pagar multa

Em resumo, as pessoas que não declaram o Imposto de Renda dentro do prazo terão que pagar uma multa de R$ 165,74. No entanto, esse valor só se refere aos contribuintes que não tenham imposto a pagar.

Por outro lado, caso a pessoa ainda precise pagar algum imposto à Receita Federal, o valor da multa será de 1% ao mês do imposto. A saber, os juros começam a ser contados a partir maio, e a taxa pode chegar até 20% do valor do imposto.

Em outras palavras, o contribuinte terá que pagar o imposto devido, bem como uma multa que só crescerá com o tempo. Por isso, é importante que as pessoas não percam o prazo para envio da declaração. Além disso, precisam estar atentas para não terem dívidas em aberto com o fisco.

Você também pode gostar: Veja algumas dicas para aumentar a restituição do Imposto de Renda

Confira quem deve enviar a declaração do Imposto de Renda 2022

O contribuinte que atender a algum dos requisitos abaixo precisa declarar o Imposto de Renda à Receita Federal:

  • Teve rendimentos tributáveis superiores a R$28.559,70 em 2021;
  • Recebeu em 2021 rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40 mil;
  • Passou à condição de residente no Brasil em qualquer período de 2021 e se encontrou nesta mesma condição de residente até 31 de dezembro do ano passado;
  • Teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural em 2021;
  • Tinha a posse ou a propriedade de bens ou direitos, com valor total superior a R$ 300 mil até 31 de dezembro do ano passado.

Por fim, a Receita Federal já revelou que haverá cinco lotes de restituição neste ano, nas seguintes datas: 31 de maio, 30 de junho, 29 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro.

Leia Também: Preço do diesel bate novo recorde nos postos; gasolina tem leve queda

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.