Veja algumas dicas para aumentar a restituição do Imposto de Renda

Receita Federal já definiu as datas dos cinco lotes de restituição; contribuinte tem até 31 de maio para enviar a declaração do Imposto de Renda

0

Muitos contribuintes já enviaram a declaração do Imposto de Renda 2022 à Receita Federal. Contudo, milhões de pessoas ainda não entregaram o documento, e o prazo de encerramento se aproxima cada vez mais.

Para muitas contribuintes, a ansiedade para a chegada dos lotes de restituição é muito grande. A saber, aqueles que pagaram mais impostos do que deveriam em 2021 terão direito à restituição do imposto de renda neste ano. E as datas dos cinco lotes já foram definidas. Veja aqui quais são!

Veja dicas para ter uma restituição maior

Em meio a isso, muita gente deseja aumentar a sua restituição. E há dicas para conseguir receber um valor ainda maior quando chegar o seu lote. Abaixo, há algumas dicas para você aumentar o valor da sua restituição, mas é muito importante ter atenção para não declarar dados errados e cair na malha fina, acabando sem restituição alguma.

1- Gastos com saúde e educação

O contribuinte deve declarar os gastos que teve com saúde. Por exemplo, planos de saúde, hospitais, exames e consultas médicas têm uma dedução integral e podem aumentar a sua restituição. No entanto, a lista não inclui gastos com medicamentos, nutricionistas e tratamentos estéticos.

Já em relação à educação, a dedução dos gastos se restringe a educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação superior. Há um valor limite de dedução dessas despesas, de R$ 3.561,50, segundo a Secretaria da Receita Federal. Por sua vez, cursos de informática ou idiomas não ajudarão a aumentar a sua restituição.

2- Gastos com dependentes

Em resumo, o contribuinte poderá declarar os gastos de cônjuges, companheiros, filhos, pais, avós, dentre outros. Para isso, precisará comprovar judicialmente a dependência dessas pessoas. Nesse caso, gastos com saúde e educação, por exemplo, poderão ser declarados e ajudarão a aumentar o valor da restituição.

3- Pensão alimentícia

Outra maneira de ver o valor da restituição crescer é declarar a pensão alimentícia, mas apenas aquela determinada judicialmente. O acordo precisará estar homologado na Justiça ou através de escritura pública. Aliás, a dedução se refere apenas ao valor estabelecido no acordo da pensão.

A saber, quem recebe pensão alimentícia de filho também deverá declarar o valor. Em suma, o valor do Imposto de Renda pago pelo contribuinte ficará maior caso não haja a declaração da pensão. Por isso, a recomendação consiste em fazer uma declaração de renda de cada filho.

Leia Também: Pix Saque e Pix Troco: veja diferenças e saiba como usar as modalidades

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.