Receita Federal: arrecadação bate recorde em abril

Arrecadação total do órgão foi de R$ 195 bilhões no mês passado; valor acumulado nos quatro primeiros meses também é recorde

0

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira (26) que a arrecadação de impostos e contribuições pela Receita Federal bateu recorde em abril. A saber, o Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) impulsionaram os números no mês passado.

De acordo com a pasta, a arrecadação da Receita totalizou R$ 195 bilhões em abril, maior valor para o mês de abril desde 1995, quando a série histórica teve início. O Ministério da Economia informou que a arrecadação registrou “acréscimo real de 10,94% em relação a abril de 2021”, ou seja, descontada a inflação.

Além disso, o valor acumulado nos quatro primeiros meses também é recorde para o período. Em resumo, a Receita arrecadou R$ 743,2 bilhões entre janeiro e abril, alta de 11,05% em relação ao mesmo período de 2021.

“O acréscimo observado no período pode ser explicado, principalmente, pelo crescimento dos recolhimentos, principalmente de IRPJ e CSLL”, disse o Ministério da Economia.

Veja mais detalhes da arrecadação em abril

As arrecadações com IPRJ e CSLL alcançaram a marca de R$ 48,104 bilhões em abril, disparada de 21,53% em um ano. Segundo a Receita Federal, três fatores explicam esse forte resultado:

  • Aumento de 36,11% na arrecadação da estimativa mensal;
  • Alta de 12,24% na arrecadação do balanço trimestral;
  • Acréscimo de 11,39% na arrecadação do lucro presumido.

“Importante observar que houve pagamentos atípicos de, aproximadamente, R$ 3 bilhões, por empresas ligadas ao setor de commodities“, disse a Receita.

Já a arrecadação da Receita Previdenciária teve um crescimento real mais tímido, de 7,69%, totalizando R$ 42,6 bilhões.

“Esse resultado pode ser explicado pelo aumento da massa salarial por meio da criação de novos postos de trabalho e pelo bom desempenho da arrecadação do Simples Nacional em relação à abril de 2021”, disse o fisco.

Leia Também: Twitter sofre multa de US$ 150 milhões por violação de dados

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.