PIB da China cresce 8,1% em 2021, maior avanço em uma década

Segunda maior economia do mundo tem crescimento superior à meta do governo, mas ritmo desacelera no quarto trimestre

0

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 8,1% em 2021, na comparação com o ano anterior. A saber, o resultado veio bem acima da meta de crescimento do governo chinês, que esperava um crescimento “acima de 6%”.

O avanço da economia chinesa também superou fortemente a taxa de crescimento de 2,2% em 2020, primeiro ano da pandemia da Covid-19. Aliás, o crescimento do PIB em 2020 foi o mais fraco em 44 anos.

Por outro lado, a taxa de expansão de 2021 é a maior em uma década, segundo a Agência Nacional de Estatísticas, que divulgou os dados nesta segunda-feira (17).

Embora o resultado anual tenha sido muito forte, houve uma desaceleração no ritmo de crescimento no quarto trimestre. Após avançar 4,9% no terceiro trimestre, na base anual, o PIB chinês fechou o quarto trimestre com alta de 4%, na comparação com o mesmo período de 2020.

A taxa de crescimento já havia vindo abaixo do esperado no terceiro trimestre devido à queda da atividade industrial do país. Já no quarto trimestre, o enfraquecimento do consumo e a desaceleração do setor imobiliário foram as principais causas para a perda de fôlego do PIB.

Veja mais detalhes do desempenho econômico da China 

A China se destacou em 2020, figurando como a única grande economia mundial a crescer no ano, mesmo com a pandemia da Covid-19. Em 2021, o país fortaleceu ainda mais o PIB, mesmo com os impactos ainda provocados pela crise sanitária.

Em resumo, a China conseguiu se fortalecer no ano passado graças às exportações robustas. A saber, o país asiático é o maior parceiro comercial do Brasil e fechou 2021 com um superávit comercial recorde.

Na comparação com o terceiro trimestre, o PIB chinês cresceu 1,6% entre outubro e dezembro de 2021. A taxa veio acima das estimativas de analistas (1,1%) e também superou o crescimento registrado no terceiro trimestre nessa mesma base comparativa (0,7%).

Leia Mais: IGP-10 sobe em janeiro e acumula alta de 17,82% em 12 meses

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.