‘PEC Kamikaze’ é ruim para o país, apontam especialistas

0

O cenário econômico foi tomado, ontem à noite, pela notícia de que o Senado aprovou a PEC dos Combustíveis. Apesar do nome, membros do próprio governo apelidaram o projeto de “PEC Kamikaze”, referência a aviões suicidas da Segunda Guerra Mundial. A metáfora serve para dizer que os novos gastos do projeto devem acabar com a saúde das contas públicas.

E por mais que pareça uma tema de economia, isso pode afetar diretamente o seu bolso. Por isso, hoje vamos falar sobre a PEC Kamikaze, o que ela prevê para o país e como ela pode piorar a sua situação financeira, segundo especialistas.

O que prevê a “PEC Kamikaze”?

A “PEC Kamikaze”, ou PEC dos Combustíveis, é uma forma de o governo tentar diminuir os impactos do aumento da gasolina e do diesel na economia. Desde o início do ano, a guerra entre Rússia e Ucrânia vem pressionando os preços do petróleo no mercado internacional, o que prejudica quem abastece, mas também quem trabalha com transportes.

Diante disso, o governo propôs algumas saídas. Dentre elas, a primeira proposta foi aumentar o Auxílio Brasil de R$400 para R$600. A ideia do governo é aumentar o poder de compra dos mais vulneráveis. Além disso, o governo dobrou o valor do vale-gás e criou o auxílio gasolina para taxistas, no valor de R$200,00. Por último, o texto também prevê uma contribuição de R$1.000 para caminhoneiros autônomos. Com isso, o governo terá um aumento de gastos em mais de R$40 bilhões. Vale lembrar que todas essas melhorias nos programas devem valer até dezembro desse ano apenas.

Contudo, a crítica que especialistas fazem é que esses valores ficaram fora do teto de gastos. Com isso, o governo tende a colocar mais dinheiro na economia do que ela pode suportar. E isso afetará diretamente o seu bolso e o seu poder de compra no futuro. Dessa forma, o mercado tem medo da PEC Kamikaze.

PEC Kamikaze
Foto: Reprodução

Como afeta o seu bolso?

A PEC Kamikaze ainda precisa ser aprovada pelo Senado Federal em segundo turno, pela Câmara dos Deputados e sancionada pelo presidente. Apesar disso, especialistas acreditam que a medida deve passar facilmente, o que sugere que o projeto entrará em vigor nos próximos dias. Com isso, o seu bolso pode sofrer.

Isso porque com uma maior circulação de dinheiro na economia, a tendência é que os preços dos produtos aumentem. Dessa forma, a inflação, que parece controlada, pode subir ainda mais e sair do controle do Banco Central. Caso isso aconteça, será preciso aumentar ainda mais a taxa de juros. Na prática, isso significa que o supermercado ficará mais caro, assim como os financiamentos de imóveis e automóveis. Empréstimos também podem ter juros maiores.

Para economistas que entendem da área, o projeto pode ter o efeito reverso ao pretendido. Enquanto busca-se diminuir o impacto dos combustíveis, o projeto pode afetar as demais áreas da vida dos cidadãos. Com isso, a inflação, que pode aumentar, é especialmente prejudicial para quem recebe menos. Vale lembrar que o governo aumentou os gastos com a PEC Kamikaze ao mesmo tempo em que cortou o ICMS dos Estados.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.