Pandemia reduz tempo que os brasileiros passam no trânsito

Pesquisa também revela que 42% dos trabalhadores do país já enfrentaram dificuldades para conseguir emprego devido à distância

0

Os brasileiros estão passando menos tempo no trânsito. Isso até poderia ser uma boa notícia, caso se referisse à melhora das avenidas e rodovias do país, ou mesmo da sinalização. No entanto, a redução do tempo no engarrafamento aconteceu devido à pandemia da covid-19, que limitou a circulação de pessoas no Brasil.

De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com o Sebrae, o tempo médio dos brasileiros no trânsito caiu 19% em relação ao levantamento de 2017.

Em resumo, os brasileiros passaram cerca de 120 minutos no trânsito nos últimos 12 meses, ou duas horas. Em 2017, o tempo médio foi de 147,9 minutos, quase duas horas e meia.

Essa redução aconteceu devido à crise sanitária, que fez diversas empresas passarem a adotar o modelo híbrido de trabalho. Como o distanciamento social foi incentivado nos últimos anos para reduzir a disseminação do vírus, muita gente passou a trabalhar em casa. E isso refletiu diretamente nos engarrafamentos do país.

Leia também: Setor de serviços cresce em abril e transporte de passageiros se destaca

42% brasileiros já sofreram para conseguir emprego devido à distância

A pesquisa também revelou que 42% dos usuários de transporte público enfrentaram desafios para conseguir um emprego devido à distância entre a residência e o local de trabalho. Em suma, o alto número de conduções necessárias para chegar ao emprego dificultou a vida de vários trabalhadores.

Além disso, o levantamento ainda mostrou que 56% dos entrevistados que utilizam meios de transporte públicos pegam duas conduções para chegar ao destino. Outros 23% sofrem ainda mais, pegando três ou mais conduções.

A espera pelo transporte público também não agrada. A saber, os usuários esperam, em média, 23,7 minutos no ponto de ônibus ou na estação de trem e metrô. Aliás, 40% esperam de 15 a 30 minutos para conseguir pegar uma condução.

Os brasileiros que residem nas capitais do país passam cerca de duas horas por dia no trânsito. Essa demora se refere à idas a trabalho, escola, faculdade ou para fazer compras. Isso corresponde a 21 dias por ano, ou seja, o brasileiro passa três semanas preso no trânsito.

Por fim, a pesquisa também revelou que 80% dos usuários de transporte público afirmaram que é comum deixar de fazer alguma atividade devido às dificuldades de locomoção. O que eles mais deixam de fazer é lazer (44%), seguido por compras (25%), trabalho (23%) e atendimentos de saúde (23%).

Leia também: Copom afirma que deverá elevar novamente os juros no país em agosto

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.