O que são letras financeiras e como investir

Descubra agora o que são letras financeiras e veja como fazer investimentos nelas

0

São tantos os investimentos disponíveis no mercado, que não é possível nomear em um artigo só, todos eles. Por isso que hoje, nós do Brasil 123, vamos explicar sobre o que são letras financeiras e como investir nelas.

O que são letras financeiras?

As Letras Financeiras fazem parte do grupo de investimentos de renda fixa. Assim, como os CDBs, as letras financeiras são emitidas por instituições financeiras, para utilizar nas operações realizadas pelos bancos.

Quando o investidor compra um título de letra financeira, ele emprestará dinheiro para as instituições financeiras e receberá em troca uma rentabilidade conhecida no momento da compra. Neste caso, o investidor passa a ser credor da instituição financeira, e o banco passa a ser seu devedor.

Como funcionam as letras financeiras?

Uma característica própria deste tipo de investimento é o aporte financeiro mínimo para investimento e a cláusula de subordinação. Veja: para aplicar neste tipo de título, é preciso:

  • Aporte financeiro de R$150.000,00, se não houver cláusula de subordinação. Este tipo de investimento só é feito com prazo mínimo de investimento de 2 anos.
  • Aporte financeiro de R$300.000,00, se houver cláusula de subordinação. Este tipo de investimento só é realizado com prazo mínimo de investimento de 5 anos.

Vamos explicar melhor esta cláusula de subordinação!!!
A cláusula de subordinação representa um risco maior para o investimento, pois em situações de falência ou liquidação judicial da instituição financeira, o investimento somente será resgatado, após todos os credores quirografários (que não tem garantias reais) forem restituídos.

Assim, a cláusula de subordinação dá preferência de pagamento para os investidores dos ativos que restarem da instituição financeira. Cabe aqui chamar a atenção do investidor que NÃO se permite fazer o resgate do título antes do prazo final de contratação.

Ainda incide sobre os rendimentos da aplicação, Imposto de Renda de forma regressiva, ou seja, quanto maior o tempo de aplicação, menor é a alíquota paga.
Quanto à rentabilidade das letras financeiras, existem duas maneiras para que o investidor escolha:

  • Rentabilidade prefixada: o investidor saberá no ato da contratação o valor percentual dos rendimentos, como por exemplo: 12% ao ano.
  • Rentabilidade pós fixada: o investidor saberá no ato da contratação qual será o indexador a que o título estará vinculado, sendo os mais usados o CDI ou o IPCA, mais uma taxa de juros acordada. Por exemplo: IPCA + 6%.
As Letras Financeiras fazem parte do grupo de investimentos de renda fixa - Reprodução AdobeStock
As Letras Financeiras fazem parte do grupo de investimentos de renda fixa – Reprodução AdobeStock

Como investir em Letras Financeiras?

De início você terá que optar por escolher uma corretora de investimentos, abrir uma conta, fazer o seu perfil de investidor, escolher o título e realizar a transferência dos aportes financeiros.
A sugestão por fazer o investimento em uma corretora se justifica pelo fato de que as letras financeiras não são investimentos que todos os bancos e corretoras oferecem.

Assim, escolha a corretora que faz este tipo de investimento e considere:

  • O prazo de vencimento
  • A rentabilidade
  • O valor do aporte inicial.

Para finalizar, é um bom investimento para ser feito a longo prazo, por isso, avalie sempre o seu planejamento financeiro e se prepare para manter este investimento pelo prazo da aplicação acordado.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.