O que é um CDB? Entenda esse tipo de renda fixa

Os títulos de renda fixa estão ganhando os olhos dos investidores

0

Investir em renda fixa se tornou uma das grandes vantagens do mercado brasileiro. Isso porque a inflação está em alta, o que também faz subir a taxa básica de juros, a Selic. Com isso, os investidores podem conseguir excelentes rendimentos, mas com baixo risco. Esse é o caso do CDB, um dos títulos mais populares do mercado financeiro.

O Certificado de Depósito Bancário pode dar bons retornos, mas também tem alguns cuidados que é preciso tomar antes de comprar qualquer ativo. Nesse texto, vamos detalhar tudo o que você precisa saber antes de comprar, ou não, um CDB.

O que é um CDB?

CDB é uma sigla para Certificado de Depósito Bancário. Na prática, o investidor empresta dinheiro para bancos privados e, em troca disso, recebe o valor investido mais alguns juros, que podem ter diferentes acordos. Isso porque existem três formas distintas de receber o dinheiro de volta.

Dessa forma, o investidor que empresta dinheiro para os bancos pode ter os juros prefixados, pós-fixados atrelados à inflação e pós-fixados atrelados ao CDI. Além disso, você pode decidir entre diferentes prazos para manter a aplicação. Com isso, o investidor pode praticamente personalizar o seu atendimento.

Os títulos mais comuns são os atrelados ao CDI. Nesse tipo de CDB, o investidor ganha um percentual acima do CDI. Um exemplo é um CDB do banco Itaú que paga 120% do CDI. Nas atuais taxas, isso dá um retorno anual de 11,10%. Contudo, há expectativas de que a taxa Selic suba, o que também faz o rendimento do CDB subir. Por outro lado, os rendimentos ligados ao IPCA ficaram populares no ano passado, quando o IPCA fechou em 10,06%. Contudo, nesses títulos o investidor sempre tem rendimentos reais, ou seja, sempre iguais ou acima da inflação. Alguns títulos pagam o IPCA somado a algum percentual. Por último, os prefixados têm taxas determinadas na hora da contratação, como 10% ao ano, ou mais, a depender das taxas do mercado.

CDB
Foto: Getty Images

O que saber antes de comprar esse título?

Apesar de ser uma boa opção no momento, os CDB precisam de certo cuidado antes da hora de comprar. Isso porque, além de ver a instituição que emite os papéis, é preciso que o investidor veja o prazo de carência, dado que o investidor não pode vender o título antes de ele vencer.

Por isso, é importante, se você está iniciando, que você busque títulos com menores prazos. Para isso, os CDB possuem diferentes prazos, que vão de 90 dias até 7 anos. O prazo médio dos CDB fica em um, dois, três ou cinco anos. A grande maioria dos investidores compra esses prazos.

Por outro lado, é importante que você compre títulos de instituições sólidas. Isso porque você deve lembrar que alguém precisa pagar você e, se o banco emissor vêm à falência, você perde todo o seu dinheiro. Com isso, busque comprar títulos de bancos sólidos, como Itaú, Bradesco, Agibank, entre outros.

Além disso, é importante que você veja as taxas da sua corretora. Isso porque taxas grandes podem comer parte dos seus rendimentos. Por isso, busque corretoras que cobram taxas pequenas. Com isso, você tem toda a tranquilidade para investir seu dinheiro, um bom rendimento, por causa do atual cenário, e terá confiança no seu investimento.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.