O que é o SWIFT e porque querem proibir a Rússia de usá-lo?

0

Com a invasão da Ucrânia por parte da Rússia, uma das sanções mais esperadas pelos países do ocidente é a retirada do país asiático do sistema SWIFT. Analistas afirmam que isso prejudicará muito a economia russa, principalmente por inviabilizar as exportações e importações de produtos de países parceiros da Rússia. Essa medida terá forte impacto, também, na economia do mundo.

Contudo, pouco se sabe sobre o que é o SWIFT. Por isso, nesse texto vamos falar sobre o que é esse sistema, como ele já atua na sua vida atualmente e porque ele está sendo alvo de sanções para prejudicar a Rússia nesse momento.

O que é o SWIFT?

Mesmo que seja um sistema desconhecido do público em geral, o SWIFT é um dos meios mais importantes do mundo na questão de transferência de valores. Isso porque ele comunica as diferentes economias, sejam elas parceiras ou não. Dessa forma, ele é importante para que o mundo tenha trocas comerciais e que produtos cheguem e saiam de um país.

Isso porque o SWIFT é um sistema de transferência internacional padronizado. Com ele, bancos e empresas podem receber e enviar dinheiro externo. Por isso, o sistema é muito usado para importação e exportação de produtos. Como ele é padronizado, todos os bancos do mundo podem possuir seus próprios códigos para fazer parte dessa grande rede. Ainda, é possível fazer qualquer operação de câmbio com esse sistema, convertendo qualquer moeda em outra em poucos minutos. O termo é uma sigla em inglês de Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication. Outro nome desse sistema é BIC, de Bank International Code.

Com isso, os Estados Unidos e a OTAN preparam uma sanção relacionada ao SWIFT, que pode afundar a economia da Rússia. Contudo, analistas afirmam que isso demanda tempo, dado que características da economia russa impedem que ela tenha um impacto no curto prazo.

SWIFT
Foto: Capital Câmbio | Reprodução

Rússia será banida do sistema?

As alianças internacionais querem banir os russos de usarem o SWIFT ainda nessa semana. A ideia é uma represália às invasões à Ucrânia e pode, de fato, prejudicar a economia russa no médio prazo. Além disso, Joe Biden e seus aliados preparam mais sanções, que devem ser anunciadas ainda hoje.

Na prática, o banimento da Rússia do SWIFT impedirá que ela exporte e importe produtos de qualquer país do mundo. Com isso, as empresas russas devem sofrer, o que gera desemprego e tende a prejudicar a própria existência do governo de Putin. Dessa forma, os Estados Unidos acreditam que podem acabar com a guerra prejudicando a economia do país asiático.

Contudo, analistas afirmam que isso demandará tempo, dado que Rússia e China têm uma parceria comercial forte. Com isso, os russos negociariam com a segunda maior economia do mundo, o que diminui os impactos internacionais. Porém, alguns setores devem sofrer da mesma forma e, por isso, os governos do ocidente querem tirar a Rússia do SWIFT.

Atualmente, bancos do mundo todo usam o sistema  para fazer operações de câmbios. Com isso, a retirada da Rússia enfraquecerá a moeda do país e dificultará o comércio de produtos com o país asiático.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.