O problema da inflação compromete a saúde mental e o bem-estar da população

A preocupação excessiva com a falta de recursos compromete a saúde mental de muitos brasileiros.

0

Com a alta da inflação e do desemprego no Brasil, a população tem sofrido com além do bolso. Os prejuízos estão sendo vistos na falta de bem-estar e comprometimento da saúde mental da sociedade. Afinal, o índice de pessoas com ansiedade, depressão e outros transtornos cresce diariamente.

De acordo com a professora Maria Stella Brandão, do departamento de psicologia da Fafich, UFMG, houve uma grande piora da mente do brasileiro. Segundo ela, a falta de saúde mental é provocada pela preocupação com o aumento do custo de vida e do crescente desemprego.

saúde mental

Normalmente, a inflação não é diminuída, mas é preciso pensar em seus desdobramentos. Afinal, a questão econômica impacta diretamente a vida de um indivíduo.

Falta de saúde mental faz o brasileiro ficar mais conectado ao celular

Segundo um estudo feito pela Logos University Internacional, o Brasil é o 5º país mais conectado do mundo e o 3º em uso diário. A pesquisa foi coordenada pelo neurocientista Fabiano de Abreu Rodrigues, na Flórida, nos Estados Unidos.

De acordo com a pesquisa, as estatísticas mostram que o país tem uma atitude diária comum: o excesso de ansiedade da sua população. Além disso, o relatório aponta comportamentos como egoísmo e exibicionismo.

Além da personalidade dramática da sociedade brasileira, as questões culturais contribuem bastante para esse tipo de comportamento. Mas um dos principais fatores que afetam a saúde mental no Brasil é a preocupação com a inflação. O que gera sintomas como nervosismo, insônia e oscilação de humor.

Entretanto, o que contribui para esse exagero em passar horas em frente a uma tela é a saúde mental afetada. Com isso, o fato de pegar o celular e rolar o dedo na tela ajuda a acalmar uma pessoa. Porém, isso gera outros problemas como, por exemplo, uma ansiedade alta e alterações no humor.

Cuidados com a saúde mental em meio à crise

Em tempos de crise, é importante manter a calma e a saúde mental. Afinal, ela é necessária para conseguirmos pensar com tranquilidade e agirmos com sabedoria. Você já parou para analisar como anda a sua saúde mental?

A pandemia do coronavírus impactou a vida de milhões de brasileiros, pois houve mudança em sua rotina. Além disso, as preocupações vivenciadas como, por exemplo, o aumento da inflação, tem tirado o sono de muitas pessoas.

A mente deve ser uma prioridade na vida do ser humano. Afinal, o cuidado com ela faz uma pessoa conseguir viver melhor. Para manter a mente saudável é preciso:

  • Criar uma rotina equilibrada;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Não ficar sedentário;
  • Adotar a meditação como prática;
  • Caso necessário, buscar uma terapia para aprender a lidar com as emoções.

Manter a saúde mental em tempos de crise, especialmente com a alta inflação, pode ser difícil, mas não impossível. Entretanto, para isso, é preciso aprender a controlar os seus sentimentos para que eles não impactem você e a sua família de formas negativas.

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.