O calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial foi definido? Confira as NOVIDADES

Cronograma está definido, por hora, somente para o grupo do Bolsa Família

0

O Governo Federal confirmou a prorrogação do auxílio emergencial 2021 para até outubro. Desse modo, o benefício que iria ser pago somente até esse mês terá mais três parcelas extras. Tendo isso em vista, o calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial foi definido? Saiba agora mesmo.

Além disso, confira as últimas informações acerca do programa e entenda como o pagamento será feito nessa nova rodada: haverá mudança de valor ou novos critérios de participação? Fique por dentro.

O calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial foi definido? Confira as NOVIDADES
O calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial foi definido? Confira as NOVIDADES

Calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial já foi divulgado?

Depende para qual público. No caso dos beneficiários fora do Bolsa Família, que se inscrevem para o benefício ainda em 2020 por meio dos meios digitais (aplicativo e site) e que foram selecionados pelo Cadastro Único, o calendário da 5ª parcela ainda não foi divulgado.

No entanto, para quem é do Bolsa Família e está, atualmente, recebendo o auxílio, o cronograma de pagamento de todas as parcelas do auxílio emergencial 2021 já foi definido.

Isso porque o calendário do programa é definido e divulgado pelo Ministério da Cidadania todo início de ano. Com o repasse do auxílio, o cronograma regular do Bolsa Família não foi alterado.

Assim sendo, para quem é do Bolsa Família e está temporariamente recebendo o auxílio, a 5ª parcela será paga nas seguintes datas:

  • NIS terminado em 1 – 18/08;
  • 2 – 19/08;
  • 3 – 20/08;
  • 4 – 23/08;
  • 5 – 24/08;
  • 6 – 25/08;
  • 7 – 26/08;
  • 8 – 27/08;
  • 9 – 30/08;
  • 0 – 31/08.

Como de costume, o pagamento ocorre nos dez dias úteis de cada mês de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS) que cada Responsável Familiar (RF) possui.

A partir da data em que o benefício é disponibilizado na conta, o participante tem até 90 dias para efetuar o saque. Caso contrário, o valor retornará aos cofres públicos.

Saque do Bolsa Família

Se o saque do Bolsa Família for na boca do caixa, por meio de um atendente, é possível sacar o valor sem cartão ou senha ou sem ambos. Basta informar ao funcionário que é beneficiário do Bolsa Família, mas não está com o acesso.

Também é necessário ter em mãos um documento oficial com foto e ser o Responsável Familiar (RF). Feito o saque, o RF deve informar que deseja fazer um novo cartão e/ou uma nova senha.

De modo semelhante, ao sacar a parcela em alguma Casa Lotérica sem portar cartão e senha do Bolsa Família, deve-se ter um documento oficial com foto e informar que está inscrito no programa. Neste caso, somente o RF pode efetuar o saque e ter acesso ao valor.

Veja ainda: Auxílio de R$ 1 mil a desempregados do setor de Alimentação Fora do Lar foi iniciado; confira

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.