Netflix perde 200 mil assinantes no 1 trimestre; veja razões

Empresa segue na liderança mundial de serviços de streaming, mas compartilhamento de senhas e forte concorrência derrubaram números no trimestre

0

Há mais de uma década que a Netflix não sabia o que era perder assinantes. Isso mesmo, desde outubro de 2011 que a gigante dos streamings não tem um “saldo negativo” de usuários. Contudo, isso mudou no primeiro trimestre deste ano, quando a empresa perdeu cerca de 200 mil assinantes.

Embora o número seja bastante elevado, representa apenas 0,09% dos assinantes totais da Netflix, que atualmente chegam a 220 milhões em todo o planeta. Seja como for, o início do ano não foi comum. E a empresa afirmou que poderá perder outros 2 milhões de assinantes no segundo trimestre.

Como o resultado dos três primeiros meses não foram bons, e a expectativa para o futuro é de mais incertezas, as ações da Netflix despencaram 25%. Isso resultou em uma perda de US$ 30 bilhões em valor de mercado.

“Nossa penetração relativamente alta de lares — incluindo um grande número deles compartilhando contas — combinada com a concorrência estão criando ventos contrários para o crescimento de nossos lucros”, disse a Netflix a seus acionistas, após publicar os resultados do primeiro trimestre.

Veja as razões para o tombo no número de assinantes

De acordo com a Netflix, há diversas razões para a queda no número de assinantes nos três primeiros meses deste ano. A primeira delas é o compartilhamento de senha. Em resumo, a empresa estima que haja mais de 100 milhões de domicílios que estão quebrando as regras ao compartilhar senhas.

A saber, a Netflix chegou a afirmar que esses compartilhamentos podem ter ajudado no seu crescimento ao trazer mais usuários. Contudo, o discurso atual afirma que estes compartilhamentos de senhas estão dificultando a captação de novos assinantes. Por isso, a empresa vem tentando taxas os clientes que estão realizando esta prática.

Além disso, a Netflix vem enfrentando uma concorrência cada vez mais forte. Empresas como Amazon, Apple e Disney estão investindo fortemente nos serviços de streaming online e conquistando diversos usuários que eram da Netflix.

Por fim, a forte perda de assinantes no primeiro trimestre também ocorreu devido à retirada da Netflix da Rússia. Em suma, a guerra na Ucrânia fez a empresa se retirar do país russo, e isso custou 700 mil assinantes.

Apesar do resultado negativo, as receitas da Netflix chegaram a US$ 7,87 bilhões no primeiro trimestre, alta de 10% em relação ao mesmo período de 2021. No entanto, o lucro caiu 6,4%, para US$ 1,6 bilhão.

Leia Também: Reajustes nas contas de luz chegam a 24% neste ano

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.