Apple tem lucro de US$ 34,63 bilhões no 1º trimestre fiscal de 2022

Receita líquida no trimestre é a maior da história da companhia; recorde de vendas de iPhone impulsiona resultados no período

0

lucro da Apple no primeiro trimestre fiscal de 2022 chegou a US$ 34,63 bilhões. A saber, esse valor superou em 20,4% o lucro registrado no mesmo período de 2020 (U$ 28,7 bilhões). O montante também superou as estimativas do mercado de US$ 31 bilhões.

A Apple também revelou que o lucro diluído por ação ficou em US$ 2,10, alta de 25% em relação ao lucro do mesmo período de 2021 (US$ 1,68). A propósito, o primeiro trimestre fiscal de 2022 chegou ao fim em 25 de dezembro do ano passado.

Em resumo, as vendas recordes de iPhones geraram uma receita de US$ 71,63 bilhões. Esse montante veio 9,2% acima do registrado no primeiro trimestre fiscal de 2021 (US$ 65,6 bilhões). Aliás, as vendas também geraram uma receita superior aos US$ 67,7 bilhões projetados por Wall Street.

“Os resultados recordes deste trimestre foram possibilitados por nossa linha de produtos e serviços mais inovadora de todos os tempos”, disse o presidente da Apple, Tim Cook, em nota.

Com isso, a receita líquida da Apple alcançou US$ 123,9 bilhões no período, superando em 11,2% a receita de um ano atrás (US$ 111,44 bilhões). O valor superou as projeções de analistas, que previam US$ 119,1 milhões, em média.

Apple consegue driblar escassez de chips

Nos trimestres anteriores, a escassez de chips figurou como a principal restrição de oferta de produtos da Apple. Havia um temor dos executivos em relação à redução das compras natalinas, época em que as vendas da empresa têm forte desempenho. Contudo, isso não aconteceu.

O presidente Cook havia informado no final do ano passado que a Apple poderia perder mais de US$ 6 bilhões em vendas por causa da escassez de chips. No entanto, a gigante da tecnologia lançou novos produtos, incluindo o iPhone 13, Apple Watch Series 7 e Macs atualizados, e conseguiu driblar as dificuldades.

Vale destacar que não houve apenas resultados positivos no trimestre. Em suma, o iPad arrecadou US$ 7,25 bilhões no trimestre fiscal, frustrando as estimativas do mercado, de US$ 8,1 bilhões. Nesse caso, problemas de fornecimento de semicondutores afetou fortemente o produto.

Além disso, os serviços da Apple geraram uma receita de US$ 19,5 bilhões, superando as projeções de Wall Street (US$ 18,6 bilhões). O valor ficou 24% maior que o resultado do primeiro trimestre fiscal de 2020. Isso aconteceu devido ao forte aumento das vendas de assinaturas da App Store, Apple Music e iCloud.

Leia Mais: Apostadores ‘esquecem’ R$ 491 milhões em prêmios da Caixa

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.