Mulheres X Doces: Hormônios são responsáveis por esta vontade mais acentuada

Consumo de açúcar é maior 53% entre as mulheres em relação aos homens

0
Unsplash

Seja em casa com a esposa, irmãs ou amigas, a comparação de quem gosta ou consome mais doce, sempre acaba indicando a mulher, certo?! E este fato não é só uma convicção, afinal, as pesquisas já comprovam.

É o que diz a pesquisa de campo do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia de São Paulo, a qual abordou mais de cinco mil pessoas. De acordo com os resultados, o consumo de açúcar chega a ser maior, cerca de 53% entre as mulheres em relação aos homens.

E afinal, o que explica isso? E a resposta é bem clara, os hormônios, tanto é, que durante alguns ciclos da vida da mulher, onde há picos e quedas hormonais, o consumo acaba sendo maior ou menor, como acontece, por exemplo, na Tensão Pré-Menstrual (TPM).

Hormônios X doces

Este consumo mais acentuado por doce entre as mulheres tem relação direta com os hormônios.

Isso porque, durante os vários ciclos da vida, a mulher sofre grandes alterações hormonais e o corpo, busca no açúcar a compensação dessas quedas, já que elas influenciam também na geração de neurotransmissores.

Dentre os alimentos que mais ajudam na produção desses neurotransmissores está o chocolate, o que explica a preferência mundial.

Outro fator que contribui com esse alto consumo é o próprio ciclo viciante do açúcar, ou seja, o corpo busca uma compensação para queda de hormônios e produção de neurotransmissores através da ingestão de doce, entretanto, o alimento acaba o viciando.

Por que o açúcar vicia?

O açúcar é absorvido rapidamente pelo organismo, o que faz o corpo entender que necessita de mais e mais da substância, que também libera durante seu consumo, hormônios como a serotonina e dopamina, que são responsáveis pela sensação de prazer, bem estar e recompensa.

O que fazer?

Para quem não resiste a um docinho após as refeições, saiba que o equilíbrio é tudo. Tanto na quantidade, como também, na escolha de qual doce comer.

Chocolates com alto teor de cacau, como por exemplo, os 70% são alternativas consideradas mais saudáveis para substituir as sobremesas convencionais.

Além disso, hoje existem no mercado diversos tipos de doces funcionais, que não tem açúcar branco e nem farinha refinada em sua composição.

Geralmente, eles são compostos por ingredientes naturais e nutritivos, que vão garantir não só prazer, mas também, benefícios à saúde.

Malefícios do açúcar

E é claro, que vale a pena destacar os prejuízos que o açúcar pode trazer à saúde.

Além de não acrescentar nenhum nutriente, este elemento também aumenta o risco de desenvolver diversas doenças. Veja alguma delas:

  • Obesidade
  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Colesterol alto
  • Gordura no fígado
  • Gastrite
  • Câncer
  • Cáries nos dentes
  • Problemas cardiovasculares

Diante disto, o ideal é manter o equilíbrio quando se trata do consumo de doces. Lembrando que o paladar e preferências gustativas são mutáveis, investir em novos hábitos como consumo de frutas e doces funcionais pode ser a melhor alternativa.

Buscar auxílio profissional também pode ajudar a lidar melhor com a vontade excessiva de comer doces.

Veja mais: Substitutos para o leite: Tofu e soja são ricos em cálcio

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.