Lula afirma que política de preços da Petrobras pode ser resolvida com uma “canetada”

0

Nesta quarta-feira (08), o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que, se o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL) tivesse “coragem”, ele deveria usar a “mesma caneta” que foi responsável por implementar a política de Preço de Paridade Internacional de Importação (PPI) para anular os efeitos da medida.

“O aumento da gasolina (alinhado) ao preço internacional não foi feito com uma votação no Congresso. Foi uma canetada do (ex-presidente da Petrobras) Pedro Parente. Portanto, se para aumentar o preço do combustível e transformar preço internacional foi numa canetada, para você tirar também pode ser numa canetada. O presidente, se tivesse coragem, se não fosse um fanfarrão, um embusteiro, já teria feito isso”, afirmou Lula, em entrevista concedida à Rádio Itatiaia.

Ainda, de acordo com o ex-presidente Lula, a redução do ICMS fará com que a arrecadação dos estados caia de forma abrupta, afetando, assim, o caixa dos estados e, por consequência, as políticas públicas das cidades. Segundo ele, a redução do ICMS não deverá refletir na bomba de gasolina, no botijão de gás e nem no diesel.

“E veja o que vai acontecer. Ao mexer no ICMS, os municípios vão perder dinheiro. E os municípios perdendo dinheiro, a educação vai perder dinheiro, a saúde vai perder dinheiro. (…) Para beneficiar as pessoas que têm carro, que não são a maioria, o presidente vai jogar o peso da culpa em toda a sociedade brasileira. Quando ele diz que vai fazer compensação, ele vai fazer compensação até dezembro. Depois de dezembro, eu quero saber quem é que vai arcar com a falta de arrecadação dos municípios”, disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pensamento de Bolsonaro e Lula sobre refinarias estão em linha

Ainda durante a entrevista, Lula defendeu que o Brasil precisa se tornar autossuficiente em combustíveis, e, para isso, se faz necessário a construção de mais refinarias. “O Brasil, hoje, está refinando apenas 80% do combustível que precisamos. É preciso que a gente faça mais refinarias para que o Brasil seja efetivamente autossuficiente, para que a gente não precise pagar gasolina a preço internacional”, disse Lula.

Na mesma linha, em entrevista concedida ao SBT, Jair Bolsonaro disse que o governo federal pretende realizar a construção de mais refinarias no Brasil. De acordo com ele, “não precisaríamos importar de ninguém e nem estaríamos preocupados se lá fora ia faltar ou não, porque nós temos petróleo aqui em abundância”.

“Por outro lado, alguns querem que cada vez mais nós não tenhamos estatais no Brasil. Em grande parte tem razão, mas neste momento acredito que nós deveríamos colaborar em fazer a refinaria do Brasil para que daqui a quatro, cinco, seis anos, nós não estejamos passando por uma crise como estamos passando agora”, disse o presidente.

Nas últimas semanas tem sido discutida a possibilidade de privatização da Petrobras. Inclusive, o governo a incluiu na carteira do Programa de Parceira de Investimentos (PPI), que é a primeira etapa necessária para realizar a privatização da estatal. Caso vá adiante, o processo de conclusão de tal operação pode levar até quatro anos.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.