Lucro do FGTS: Pagamento de agosto terá valor divulgado em breve

Recursos serão distribuídos pela Caixa Econômica Federal no final de agosto

0

Quem acompanha o Brasil 123 sabe que o lucro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) será distribuído em agosto aos trabalhadores. O que falta ainda é a definição de qual será o montante.

A saber, o Conselho Curador do FGTS teve uma reunião nesta terça-feira (21) para definir essa questão.

Lucro do FGTS: Pagamento de agosto terá valor divulgado em breve
Foto: Reprodução

Entenda o Lucro do FGTS

Todos os anos o FGTS passa por uma correção monetária. Dessa forma, quando são registrados lucros acima da inflação, o Governo Federal repassa uma parte deste saldo aos trabalhadores, que é o chamado lucro do FGTS.

De acordo com a Lei 13.446/17, que criou o repasse do lucro do FGTS, fica estabelecido que o mesmo deverá ser distribuído aos trabalhadores até o dia 31 de agosto do ano seguinte ao exercício da apuração.

Em 2021, o resultado positivo distribuído foi de R$ 8,1 bilhões, 96% do total.

Já em 2020, o repasse foi de R$ 7,5 bilhões, equivalente a 66,2% do resultado positivo em 2019, de R$ 11,3 bilhões.

A expectativa é que o valor deste ano tenha impacto da alta da inflação, que acumula 11,73% nos últimos 12 meses.

Veja ainda: Caixa Tem: Aprovado aumento para empréstimo; valores podem chegar a R$ 4.500

Como é feito o pagamento?

De modo geral, todos os trabalhadores com saldo nas contas em 31 de dezembro do ano-base têm direito ao lucro do FGTS.

O valor que cada trabalhador irá receber dos lucros do FGTS é proporcional ao saldo das suas contas. No ano passado, por exemplo, a divisão dos recursos resultou no valor de R$ 18,60 para cada R$ 1.000 reais de saldo em contas do Fundo de Garantia.

Assim sendo, a Caixa Econômica Federal repassa o valor a ser incrementado no saldo FGTS do trabalhador, mas vale destacar que o mesmo só pode ser sacado nas condições tradicionais, como em casos de demissão sem justa causa, estar três anos sem emprego com carteira assinada, fim do contrato temporário, compra de casa própria, aposentadoria, saque-aniversário e doenças graves.

Leia ainda: Fies: Bolsonaro sanciona com veto lei que reduz em até 99% dívidas de estudantes

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.